Paraná em Trovas


Dia e noite o filho fora:
trabalho, estudo, paquera…
Sofre a mãe se ele demora.
Morre um pouco a cada espera!
ANTONIO AUGUSTO DE ASSIS

Demora, mas quem faz jus
recebe as bênçãos divinas,
como o sol sempre dá luz
para quem abre as cortinas.
ADILSON DE PAULA

O meu dia tem doze horas,
tendo a noite horas iguais,
porém, se um dia demoras,
todos dois têm muito mais!
AMÁLIA MAX

Quanto mais a idade avança,
no longo tempo a correr,
eu tenho mais esperança
e mais prazer em viver…
CÔNEGO TELLES

Quisera eu trova compor
sobre a raiz da emoção…
Contar que a raiz do amor
tem por vaso o coração,
DINAIR LEITE

Você se foi, longa espera,
e a demora em demasia
fez do meu amor, quimera,
fez da saudade, poesia!
DIRCE DAVENIA GUAYATO

É dinheiro abençoado,
merecedor de elogio,
todo aquele que é usado
ao despoluir um rio!
ELIANA PALMA

Sempre longe vida afora,
tu voltaste e eu descobri
que me ajustei à demora
mas desajustei de ti.
FERNANDO VASCONCELOS

Pleno voo, explica o Pero:
– Este avião vai cair…
Não entrem em desespero,
quem quiser pode sair.
ISTELA MARINA

Tanta demora me agita!
Comigo mesma partilho.
Batem à porta… e eu aflita:
agora eu durmo… é meu filho!
JANETE DE AZEVEDO GUERRA

Enorme sabedoria
vem nesta simples lição:
doar afeto e alegria,
pra burlar a solidão.
JEANETTE DE CNOP

Num retrato amarelado
a saudade em mim se deu.
Ontem tinha o pai ao lado;
sem ele, hoje… o pai sou eu.
JOSÉ FELDMAN

Todo sonho tem seu canto,
toda poesia sua lira;
todo amor tem seu encanto,
mesmo que nele se fira.
JOSÉ MARINS

O mar se ondula, imponente,
carregando o jangadeiro,
que na jangada se sente
o dono do mundo inteiro!
JOSÉ MESSIAS BRAZ – MG

Tua demora, “freqüente”,
fez-me ver com amargor,
que sou mendiga e carente
das migalhas deste amor!…
LUCILIA A. T. DECARLI

A eternidade me alcança
em quimeras descobertas
nos minutos de uma dança
se num abraço me apertas.
LUIZ HÉLIO FRIEDRICH

Em meus rascunhos guardados,
não há mistérios… Porque
nos versos que são lavrados
o tema é sempre… você!
MA. LÚCIA DALOCE

Minhas trovas são singelas,
sem marcas nem pedantismo,
pois eu faço, assim, com elas,
arautos do romantismo.
MAURÍCIO FRIEDRICH

As dores e os desencantos
lancem ao pó das estradas…
Façam dos lares recantos
que lembrem contos de fadas!
OLGA AGULHON

Trai a esposa, vive em farra,
“galinha” de festa em festa…
Até que súbito esbarra
num baita “galo” na testa!…
OSVALDO REIS

Nossa vida é qual fumaça
que se dissipa no ar.
O tempo não é quem passa,
nós que estamos a passar !…
SÔNIA DITZEL MARTELO

Neste mundo tão mesquinho,
é um prazer ouvir a voz
de quem faz o bem sozinho,
mas usa o pronome “Nós”.
VANDA FAGUNDES QUEIROZ

O macuco canta as horas
em que o tempo vai andando.
Deixa atrás velhas auroras,
mas continua cantando.
VIDAL IDONY STOCKLER

No caminhar, vença o atalho
da vida, exercite a messe,
veja o exemplo do carvalho,
demora a crescer, mas cresce!
WALNEIDE FAGUNDES S. GUEDES

Fontes:
Revista Virtual T r o v i a -– Coordenador: A. A. de Assis – Ano 11 – nº. 126 – junho de 2010.
Jogos Florais de Bandeirantes de 2005.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Paraná em Trovas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s