Lee Child (1954)

Lee Child é o nome artístico de Jim Grant, escritor nascido na Inglaterra, em 1954. Atualmente, ele vive em Nova Iorque. Seu primeiro livro, “Dinheiro Sujo” (killing floor), ganhou o prêmio Anthony Award por melhor romance de estreia. As obras de Lee Child contam as aventuras de Jack Reacher, um ex-policial do exército americano que vaga pelos Estados Unidos envolvido em situações de risco.

Lee Child nasceu em Coventry, na Inglaterra, mas seus pais mudaram-se com ele e seus três irmãos para Handsworth Wood, em Birmingham, quando ele tinha quatro anos, em busca de melhores condições de vida.

Frequentou a escola King Edward’s, em Birmingham – frequentada também por J.R.R. Tolkien e Enoch Powell. Seu pai era funcionário público e seu irmão mais novo, Andrew Grant, também é escritor.

Em 1974, aos 20 anos, Grant cursou a Universidade de Direito de Sheffield, em Sheffield, embora não tivesse intenção de se tornar advogado. No período da faculdade, trabalhou nos bastidores de um teatro. Quando se formou, ao invés de seguir o Direito, conseguiu um emprego na área comercial de um canal de TV.

Grant entrou na Granada Television, que faz parte da ITV do Reino Unido Network, em Manchester, como diretor de apresentação. Lá, ele estava envolvido com diversos programas, incluindo Brideshead Revisited, “A Joia da Coroa”, Prime Suspect, e Cracker. Ficou envolvido na transmissão de mais de 40 mil horas de programação para a Granada, escreveu milhares de anúncios publicitários, notícias e trailers. Permaneceu na emissora de 1977 a 1995.

Depois de ser despedido por causa de uma reestruturação na empresa, decidiu que queria começar a escrever romances, afirmando que são “a mais pura forma de entretenimento”.

Em 1997, seu primeiro livro, “Dinheiro Sujo” (Killing Floor), foi publicado e em 1998 mudou-se para os EUA.

Em 2007, Grant colaborou com 14 outros escritores para criar a série “O Manuscrito de Chopin”, narrado por Alfred Molina, que foi transmitido semanalmente na Audible.com, de 25 de setembro de 2007 até 13 de Novembro de 2007.

Obras e prêmios
Killing Floor (Dinheiro Sujo) – 1997
Vencedor do Anthony Award Vencedor do Barry Award Indicado ao Dilys Award Indicado ao Macavity

Die Trying (Destino: Inferno) – 1998
Vencedor do WH Smith Thumping Good Read Award

Tripwire (Não lançado no Brasil) – 1999
Running Blind (Não lançado no Brasil) – 2000
Echo Burning (Não lançado no Brasil) – 2001
Without Fail (Não lançado no Brasil) – 2002
Indicado ao Dilys Award Indicado ao Ian Fleming Steel Dagger Award
Persuader (Não lançado no Brasil) – 2003
Indicado ao Ian Fleming Steel Dagger Award
The Enemy (Não lançado no Brasil) – 2004
Indicado ao Dilys Award
One Shot (Um Tiro) – 2005
Indicado ao Macavity Award
The Hard Way (Não lançado no Brasil) – 2006
Bad Luck and Trouble (Não lançado no Brasil) – 2007
Lista Oficial do Theakston’s Old Peculier Crime Novel of the Year Award 2009
Nothing To Lose (Não lançado no Brasil) – 2008
Gone Tomorrow (Não lançado no Brasil) – 2009
61 Hours

Histórias Curtas
– “James Penney’s New Identity”, do livro “Fresh Blood 3” (editado por Mike Ripley e Maxim Jakubowski) e do livro “Thriller” (US)
– “The Snake Eater by the Numbers”, do livro “Like a Charm” (editado por Karin Slaughter)
– “Ten Keys”, do livro “The Cocaine Chronicles” (editado por Jervey Tervalon e Gary Phillips)
– “The Greatest Trick of All”, do livro “Greatest Hits” (editado por Robert J Randisi)
– “Guy Walks Into a Bar…”, publicado no jornal “The New York Times” em 6 de junho de 2009

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lee_Child

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Biografia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s