Vânia Maria Souza Ennes (Livro de Trovas)


Acalmar gesto impulsivo
num conflito sem razão:
Medicinal… curativo…
é a humildade e o perdão!

A Curitiba hibernosa.
aumenta a temperatura.
Se aquece com verso e prosa
a Capital da Cultura!

Amor, um santo remédio,
que revitaliza e cura.
Livra-nos de qualquer tédio,
também nos leva à loucura.

Afinal, eis a questão:
achei um rico alimento…
Somos gêmeos na emoção:
teu amor é o meu sustento.

Causador da minha insônia,
motivo do meu sorriso,
sem nenhuma cerimônia…
me transporta ao paraíso!

Dissipando a incerteza,
ânsia e conhecimento
o livro, vasta riqueza:
esclarece cem por cento!

Educação e cultura,
seriedade e competência
é alvo certo de ventura
que aguardamos com urgência!

Encantada olho os pinheiros,
formosos! Iguais? Não há.
Dos poetas são os parceiros
Que versam o Paraná!

Eu não mudo de país,
nem de cidade ou estado,
porque aqui sou bem feliz…
exatamente… ao teu lado!!!

Falar de amor é alegria
que conduz à inspiração.
Do poeta é a energia
e fonte de nutrição.

Fazer da vida uma festa
é atitude que fascina.
Vamos rir! A hora é esta!
O bom humor contamina.

Hoje órfã de seu afeto,
carente de seu carinho,
queria você por perto…
a iluminar meu caminho!

Mãos que orientam crianças,
seja na escrita ou leitura,
mostram sinais de alianças
de nobreza e de ventura!

Numa transfusão de afeto,
basta só abrir os braços
e o coração indiscreto,
se entrega sem embaraços!

Posso ver do meu terraço
na escuridão do infinito,
quando a lua abre espaço…
E dá seu show favorito!

Quero um planeta perfeito,
sem guerra, sem corrupção.
Povo justo e satisfeito,
respeitando seu irmão!

Reconheço que a razão
me exerce extremo fascínio,
mas, se acerta o coração…
perco o rumo e o raciocínio!

Romântico e apaixonado,
meu pensamento flutua,.
vai ao céu… volta zoado:
Vive no mundo da lua!

Se falta a luz ou calor,
para isso tem saída…
Só a falta do teu amor
me apaga e congela a vida!

Seu forte olhar, penetrante…
me acelera o coração.
O seu perfil estonteante
ofusca a minha visão.

Sob o feitiço do mar,
o poeta assim diria:
-É propício pra sonhar,
mas, sem você… que ironia!!!

Sou mulher, luto, decido,
sei de cor muitos poemas,
mas com seu beijo atrevido,
esqueço até dos problemas!

Surge atrevida a saudade,
sem alarme e sem aviso,
ataca qualquer idade…
Se acaba com teu sorriso!

Tendo um bom livro na mão,
alço vôo… crio asa.
Mando embora a solidão…
sem sair da minha casa!

Você que me anima a vida
e muda meu céu de cor,
numa ação bem resolvida:
-Confesso-lhe eterno amor!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em livro de trovas, Paraná

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s