Ademar Macedo (Mensagens Poéticas n.98)

Uma Trova Nacional

Escutai os vossos ais
com emoção e ternura
aflição de nossos pais
entre ruas de amargura.
(PINHAL DIAS/PORTUGAL)

Uma Trova Potiguar

Matando e fazendo guerra
para conseguir riqueza,
o homem vive aqui na terra
destruindo a natureza.
(IVANISO GALHARDO/RN)

Uma Trova Premiada

2010 > Curitiba/PR
Tema > IMAGEM > Menção Especial

“O homem foi por Deus criado
à Sua imagem”… somente.
Deus o fez capacitado
para um viver plenamente.
(MARIA CONCEIÇÃO FAGUNDES/PR)

Simplesmente Poesia

– Lena Ferreira/RJ –
MAL DITO


que já te isentei da culpa!
(desastre pouco – expus
a alma inteira)

Segue um rumo oposto
sem esquinas
( não lances retinas
à lua nem ao sol )

– Amaldiçoo-te a visão! –

Fico
mastigando a derrota
( luta vã é argumentar
com o teu ego)

Sigo
remoendo um desconforto
( estrada fria pela ausência
dos teus passos.)
Uma Trova de Ademar

Quando a chuva cai na serra
representa, com certeza:
semente em baixo da terra,
fartura em cima da mesa!
(ADEMAR MACEDO/RN)

…E Suas Trovas Ficaram

Quando a chuva molha o agreste
outro pranto molha o chão.
– É muito cabra-da-pesta
chorando de gratidão!…
(WALDIR NEVES/RJ)

Estrofe do Dia

A fonte de uma inspiração poética,
é cacimba de “veio” inesgotável,
que, fazendo nascer, torna viável,
a poesia com toda sua estética.
A métrica é a música da fonética
e a rima é o som do coração.
Junta-se tudo em nome da emoção,
que se esparrama n’alma do leitor,
tornando-se o combustível do amor,
na corrida sublime da paixão!…
(FRANCISCO MACEDO/RN)

Soneto do Dia

– Luiz Antonio Cardoso/SP –
ENFIM

Se a ausência que sentes, a vida sem versos,
inflige o vazio das noites sem fim,
atenta, procures, em lados reversos…
Além do horizonte verás um jardim!

Verás, adorada, nos bosques dispersos,
meus sonhos de outrora, pedaços de mim…
E enfim, trocaremos olhares diversos…
Carinhos infindos… E versos… Enfim!

Serei teu poeta… teu simples poema!
Teu canto sublime… Teu doce dilema…
Aquele que buscas um dia encontrar.

Serás minha musa… Meu mundo encantado!
O altar sacrossanto… Meu doce pecado!
Aquela que um dia busquei conquistar.

Fonte:
Ademar Macedo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Mensagens Poéticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s