Maria do Carmo Marino Schneider (1941)

Maria do Carmo Marino Schneider nasceu no município de Colatina, no Estado do Espírito Santo, em 1 de setembro de 1941. 

Professora universitária, Graduada em Letras pela UFES, com especialização em Educação à Distância, pela UNED-Madri, Espanha, Mestrado em Educação pela PUC – Rio. 

Membro da Academia Feminina Espírito-santense de Letras onde ocupa a cadeira nº 17, cuja patrona é Maria Madalena Pisa. 

Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo e do colegiado cultural do jornal Estado de São Paulo. 

Diretora Cultural da Aliança Francesa de Vitória. 

Vencedora de vários prêmios literários no país, em prosa e verso, tem obras publicadas em antologias de poetas representativos da literatura nacional em Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. 

Maria do Carmo lançou em 2007 um CD “Caminho, Verdade e Vida”, com músicas religiosas.

Obras:
– “Fio de prumo” 1989
– “Só ser” – 1991
– “Nós” – 1992
– “Sonatas” – (Reune textos dos primeiros livros, Fio de prumo (1989), Só ser (1991), e mais inéditos), Prefácio de Francisco Aurélio Ribeiro, Vitória, 1996
– “Aquarelas Poéticas” ( poemas) – Prefácio de Maria de Lourdes M.A. Soares, Lei Rubem Braga/Companhia Vale do Rio Doce, Vitória, 1996
– “A música folclórica brasileira” – das origens à modernidade 1999
– “Victor Hugo – a face desconhecida de um gênio” 1999

Participação nas coletâneas: 
– A poesia Espírito-santense no Século. XX – org. Assis Brasil, Ed. Imago.
– Antologia de Escritoras Capixabas – org. Prof. Francisco Aurélio Ribeiro
– Entre dois séculos: Escritos de Vitória -18 – Cidade Presépio
Poemar.
– Antologia 2003 – Textos e Tramas, da AFESL
– Antologia 2004 – Ecos da Terra Capixaba, da AFESL
– Antologia 2005, da AFESL, Dança das Palavras, organização dela e de Marlusse Pestana Daher.
– Antologia Clepsidra, da AFESL, organização de Jô Drumond e Graça Neves, Vitória/ES, 1a. edição, GSA – Gráfica Santo António Ltda, 2007
– IV Varal de Poesias, com os poemas “Sombras no silêncio”, declamado por Ângela Chequer e “Ninho da alma”, declamado por Márcia Galdio. Este projeto é uma realização do Vagão Espaço Arte, idealizado pelo poeta Italo Campos, em 1998,
– V Varal de Poesias, com o poema “Informática” declamado por Ângela Chequer e “Sombras no silêncio”, declamado por Haroldo Bussotti.
– VII Varal de Poesias, com o poema “Chama”, declamado por Madu Marino.
– VIII Varal de Poesias, com o poema “Mulher “.
– IX Varal de Poesias.
– “Fruta no Ponto” – 2009, sob a Direção Geral de Suely C. Milagres, Gestora Cultural e Curadora do Vagão Espaço Arte. 
– Catálogo 2009, Letras Capixabas em Arte, organizado por Maria das Graças Silva Neves.
– Projeto “Primavera: Arte e Literatura”, realizado na Galeria Virgínia Tamanini, no período de 27/10 a 20/11/2009
– “Espaço Cultural do TECAB”, realizado do dia 22/06 a 12;07/2010.
– Antologia “Múltiplas Vozes”, 2010, da AFESL.

Parcerias: 
Canzoni D’Amore (italiano/português)1999
Ave Marias 1998
Mistral (português e francês.)1999

Bibliografia: 
Vozes e Perfis – Antologia 2002 Academia Feminina Espírito-santense de Letras
A Poesia Espírito-Santense no Século XX, organização, introdução e notas de Assis Brasil,1998

Fonte:

Deixe um comentário

Arquivado em Biografia, Espírito Santo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s