Zé Lucas (1939)

José Lucas de Barros nasceu no município de Condado, na Paraíba, em 12 de março de 1939, mas registrou-se civilmente em Serra Negra-RN, terra de seus pais.

    Trabalhou no campo, no comércio, no Banco do Brasil e,  finalmente, exerce a advocacia, tem atividades literárias, sociais e religiosas.

    É advogado, poeta, trovador e pesquisador de literatura popular.

    José Lucas escreveu seus primeiros versos na adolescência e é, hoje, nome conhecido e admirado no mundo trovista. Escreve poesia em suas variadas modalidades, destacando-se em trovas e cordel. Suas criações primam pela inspiração e criatividade.

    Publicou em 1973, um livro de trovas, intitulado ”Cantigas do meu Destino”.

    Em 1985, o livro “Caminhada” com lindos conjuntos de trovas, sonetos, glosas e poemas de forma livre.

    Foi professor de Português e Literatura por dez anos.

    Participa em “O TROVADOR”, Órgão Oficial da Academia de Trovas do Rio Grande do Norte, com a coluna: “Questões Simples de Linguagem”.

    Entidades a que pertence:
Academia de Trovas do Rio Grande do Norte
Associação Estadual de Poetas Populares – RN
Academia Curraisnovence de Letras
União Brasileira de Trovadores, seção de Natal/RN,
Instituto Cultural do Oeste Potiguar,
Membro da Academia Parnaminense de Letras.

Obras Publicadas:
 1 – Cantigas do meu Destino (Trovas),
 2 – Repentes e Desafios (Pesquisa de Literatura Popular), .
 3 – Caminhada (Poesias),
 4 – Diálogo em Trovas I (parceria com Delcy Canalles).
 5 – Diálogo em Trovas II (idem),
 6 – iálogo em Trovas III (Idem).
 7 – Quando Dois Rios se Encontram (Diálogo em sextilhas c/Delcy Canalles),
 8 – Do Potengi ao Guaíba (Diálogo em Setilhas c/Delcy Canalles).
 9 – Dois Poetas em Setilhas (Diálogo em Setilhas c/Ademar Macedo),
10 – Um Rojão em Sextilha Agalopada (com Ademar Macedo e Francisco Garcia de Araújo),
11 – Distâncias Que Se Aproximam (sextilhas e trovas em parceria com Delcy Canalles,
12 – Sexteto em Sextilhas (com A.A. de Assis, Ademar Macedo, Delcy Canalles, Francisco Garcia de Araújo e Gislaine Canales),
13 – No Balanço da Canoa (Trovas e Sonetilhos).
14 – Peleja em Martelo Agalopada (com Prof. Garcia)
Os diálogos poéticos foram feitos todos pela Internet. Há mais quatro em andamento e outros planejados.
15 – Resumo Biográfico do Mons. Lucas Batista (Cordel).

    Além de outros trabalhos inéditos.

    É também letrista em cerca de 20 músicas, com vários parceiros.

    Zé Lucas,como é conhecido, em seu livro Repentes e Desafios conta que o falecido Belarmino de França foi contratado para uma cantoria no município de Pombal (Triângulo), com a garantia do transporte de volta. Na hora da viagem o dono de casa ofereceu-lhe a garupa de um jumento. Diante da situação desanimadora, alguém gritou: “Jumento não tem garupa”. Belarmino, instigado pelos presentes, improvisou:

Segundo o que está escrito,
Jumento por garantia,
Levou Jesus e Maria
De Belém para o Egito;
Não é um animal bonito,
Mas, no trabalho, se ocupa;
Se ele der uma upa,
Bota o sujeito no chão…
E eu não sei por qual razão
Jumento não tem garupa.

Fontes:
http://www.avspe.eti.br/biografia2010/JoseLucasDeBarros.htm
http://uniaocultural.blogspot.com/2011/01/no-universo-da-trova-delcy-canalles.html

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Biografia, Rio Grande do Norte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s