José Feldman (Aquarela de Trovas n. 4)

Xô inverno… vá-se o frio…
      volte depressa o calor…
que as rosas já estão no cio,
à espera do beija-flor!
A. A. DE ASSIS – Maringá/PR

Repare que nossa alma
rende-se sempre bem mais
por um olhar que se espalma
que por ouvir tristes ais.
AMILTON MONTEIRO – São José dos Campos/SP

Quero de novo aprender
para depois ensinar
como se deve viver
conjugando o verbo amar.
ANTÔNIO MANOEL ABREU SARDENBERG – São Fidélis/RJ

Nem futuro nem presente,
só mesmo o passado impera,
pois não mais que de repente
o que seria já era.
ANTÔNIO ROBERTO – Campos/RJ

A minha roça eu troquei
pelas luzes da cidade.
Nesse dia eu comecei
meu plantio de saudade!
ARLINDO TADEU HAGEN – Juiz de Fora/MG

O amor ficou no passado…
– Hoje eu sei por que ficou:
o nosso encontro marcado,
o destino desmarcou!
CLENIR NEVES RIBEIRO – Nova Friburgo/RJ

Desprezei tua amizade,
queria mais, muito mais!…
Hoje sou nau da saudade,
apodrecendo no cais.
CONCEIÇÃO DE ASSIS – Pouso Alegre/MG

Olhei a foto atrevida
de uma cena de nós dois:
Era o retrato da vida,
tão diferente depois!
DELCY CANALLES – Porto Alegre/RS

Se “Mãe” não tem com que rime,
não desistas, trovador…
Troca a palavra sublime
pelo sinônimo “Amor”!
DOROTHY JANSSON MORETTI – Sorocaba/SP

Amanhece… e eu me agasalho
na mais fria solidão,
porque o sol enxuga o orvalho,
mas minhas lágrimas… não!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – Rio de Janeiro/RJ

Orgulho bobo… vaidade…
caprichos do amor sobejo…
Eu, morrendo de saudade,
fingir que nem te desejo!
ELISABETH SOUZA CRUZ – Nova Friburgo/RJ

Lembrando o que tu dizias
do amor que tinhas por mim,
eu vi, enquanto partias,
quanto o infinito… tem fim!
ERCY MARQUES DE FARIA – Bauru/SP

Meia luz…noite…a vidraça…
a cama… o beijo… e depois…
um brinde… o champanhe… a taça…
o amor… o sonho… nós dois.
FLÁVIO ROBERTO STEFANI – Porto Alegre/RS

O progresso traz mudanças,
cria fábricas e usinas,
mas se esquece das crianças
que dormem pelas esquinas!
GERSON CÉSAR SOUZA – São Mateus do Sul/PR

Meus lábios apaixonados
bebem o orvalho dos teus,
desses teus lábios molhados,
que sonham com os lábios meus!
GISLAINE CANALES – Porto Alegre/RS

Qual um pastor diligente
cuidando do seu rebanho,
pastoreio no presente
minhas saudades de antanho.
GUTEMBERG ANDRADE – Fortaleza/CE

Se no passado ou futuro,
de um homem, tristeza houver,
pode crer que essa tristeza
tem por essência a mulher.
HÉRON PATRÍCIO – São Paulo/SP

Saio da luta ferida;
logo depois me refaço…
Volto na dança da vida
com mais certeza em meu passo!
IVONE T. PRADO – Belo Horizonte/MG

Há dois mil anos o brilho
de um grande amor sobressai:
– o sacrifício de Um Filho
pelos filhos de Seu Pai!!!
IZO GOLDMAN – São Paulo/SP

Floresta amiga, perdoa
o fogo, a serra, a agressão:
a humanidade ainda é boa,
certos homens é que não!
JOÃO FREIRE FILHO – Rio de Janeiro/RJ

As tuas rosas vermelhas
levei-as ao meu jardim.
Nunca vi tantas abelhas
voando em torno de mim!
JUDAS ISGOROGOTA – Lagoa da Canoa/AL

O sonho que idealizo
tem, na sua intensidade,
o tamanho do sorriso
de quem mata uma saudade.
JOSÉ MESSIAS BRAZ – Juiz de Fora/MG

Se a vida pede uma pausa,
       faça isso, por favor,
ou por amor a uma causa,
ou por causa de um amor!
  JOSÉ OUVERNEY – Pindamonhangaba/SP

Quem a família coordena
e a sua casa não trai,
quem não tem alma pequena
é um bom modelo de pai.
   LÓLA PRATA – Bragança Paulista/SP

O meu amor desmedido,
 sem ter cais para ancorar,
parece um barco perdido…
longe da praia… a vagar…
  MARIA LUA – Nova Friburgo/RJ

Com dois cálices de vinho,
na ilusão de “alguém” comigo,
bebo os dois, mas um restinho
finjo que é seu… e prossigo!
MARIA LÚCIA DALOCE CASTANHO – Bandeirantes/PR

A distância, achando meios
para unir nossas metades,
somou nossos devaneios
e dividiu as saudades!…
MARIA NASCIMENTO – Rio  de Janeiro/RJ

No grande páreo da vida,
o amor luta contra o ódio.
Não permita que a corrida
finde sem o amor no pódio.
MIGUEL RUSSOWSKY – Joaçaba/SC

Naquele seco torrão
de terra o pobre coitado
só colheu desilusão;
mesmo não tendo plantado!
NEMÉSIO PRATA CRISÓSTOMO – Fortaleza/CE

Guarda no olhar a doçura
com que me embalou um dia.
Mãe lembra sempre a figura
e a ternura de Maria.
NILCI GUIMARÃES – Rio de Janeiro/RJ

 Planta um beijo em meu jardim,
meu amor, quando te fores,
que ao ver teu beijo florir
murcharão as outras flores!
PEDRO EMÍLIO – São Fidélis/RJ

Amor de perdas e danos,
triste contabilidade:
resgate dos desenganos,
sobras de caixa-saudade!
SELMA PATTI SPINELLI – São Paulo/SP

No mar da vida, meu barco,
mesmo ao sabor da maré,
tem a esperança por marco
e por farol tem a fé!
THEREZA COSTA VAL – Belo Horizonte/MG

Vou dormir porque preciso
com você, mamãe, sonhar,
e sonolenta analiso:
não vou querer acordar!
VÂNIA ENNES – Curitiba/PR

Amizade é sã vivência
do bom relacionamento,
e se estrutura na essência
do mais belo sentimento.
VIDAL IDONY STOCKLER – Curitiba/PR

Almejo trilhas sem fim,
ornamentadas de rosas!…
Mãe, vais à frente de mim,
cultivando as mais formosas!
WAGNER LOPES – Pedro Leopoldo/MG
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Trovas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s