Arquivo da categoria: Dia do professor

Heloísa Crespo (Ciranda “Professor Versos”) Parte VI – Heloísa Crespo (Sapiência)

Aprendi a vida inteira,
desde o momento em que fui
concebida no planeta.
Aprendi com os meus pais,
meus avós, meus professores.
Aprendi com os meus alunos,
meus amigos, meus vizinhos.
Aprendi e aprendo sempre
com os meus filhos,
com o mundo
em qualquer ocasião,
a toda hora,
o tempo todo,
sem cessar…
Aprendi a vida inteira.
E continuo aprendendo.
Sou um eterno aprendiz
porque sei que o meu saber
é tão pouco, quase nada.
Sei muito perante a quem?
Nada, em relação a quê?
Sou múltiplo… e sou único.
Sou sábio… e não sei tudo.
Fonte: 
Organização e Programação Visual: Heloisa Crespo 
Campos dos Goytacazes/RJ.
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Dia do professor, poema.

Heloísa Crespo (Ciranda “Professor Versos”) Parte V – Trovas

Professor, ó professor!
Único: artista seleto!
Desobnubilador
dos saberes és completo!
Cristina Cacossi
Vejo os mestres, no passado,
e me enche a alma de dor
ver hoje, tão humilhado,
o antes… Senhor Professor!
Dorothy Jansson Moretti

Ser professor me engrandece
É minha doce missão;
E se o aluno reconhece,
Dá-me paz ao coração.
Eduardo Domingos Bitencourt


Triste destino bizarro
de um país na contramão:
alunos chegam de carro;
professor, de lotação.
Eliana Jimenez
O pó que emana do giz
e o salário sem valor,
tornam bem mais infeliz
a vida do professor!
Francisco José Pessoa
Quando há talento divino,
compromisso e bem- querer,
o professor faz do ensino
a razão do seu viver.
Glória Tabet Marson
Ser professor, que alegria:
plantar em todas lições
amor e sabedoria
no fundo dos corações…
Milton Souza
Ninguém pode se esquecer:
Professor tem seu valor;
boa conduta a manter,
ser de fato educador!
Nadir Giovanelli 
Ai que saudade me dá
do primeiro professor,
que ensinou-me o “b-a-bá”,
e me fez compositor!
Nei Garcez
Todo dia é da Criança
e também do Professor:
ela, aprende com confiança,
e ele, ensina com amor. 
Nei Garcez
Ao repensar minha história,
encontrei com emoção,
por trás de cada vitória,
um mestre no coração!
Renato Alves
Salve, salve o Professor
que na Vida se dedica
com ternura e muito amor,
sua lição sempre fica !…
Sônia Ditzel Martelo
Professora viga mestra,
que sustenta a educação,
regendo afinada orquestra
do saber e da instrução…
Vanda Alves da Silva
Desenvolvendo a pesquisa
para o ensino do saber
o professor realiza
evolução no aprender.
Vânia Ennes
Lembro-me de um professor,
em que jogava confete.
Eu lhe tinha tanto amor!
Doutor Milton Grandinete…
Zé de Uberaba
Fonte: 
Organização e Programação Visual: Heloisa Crespo 
Campos dos Goytacazes/RJ.

Deixe um comentário

Arquivado em Dia do professor, homenagem, Trovas

Heloísa Crespo (Ciranda “Professor Versos”) Parte IV – Berenice Guedes (Ideal de Normalista)

Quando entrei no Magistério
Pensava mudar o Mundo!
Ensinar era Mistério
Dos maiores, mais profundos!
Quarenta anos depois
Vejo meus sonhos perdidos…
Mas tentei com mil ou dois
E alguns não foram vencidos:
Houve uns que conseguiram
Conhecimento alcançar.
Superaram-me! E seguiram
E hoje podem me ensinar!
Entretanto muitos outros
Ficaram pelo caminho
Com conhecimentos rotos
Embora roupa de arminho!
Penso então, eu, muitas vezes
Se fiz tudo o que podia?!…
– Entre vitórias, revezes,
Esforcei-me todo o dia! –
Professora Normalista
Eu amei o que fazia!
Alegra-se minha vista
Quando me vêem e: “Bom dia!”
Uma coisa tenho certa
Mil amigos! Eu os fiz!…
Abri-lhes a porta certa
E, por eles… Sou feliz!.
Fonte:
Organização e Programação Visual: Heloisa Crespo
Campos dos Goytacazes/RJ.

Deixe um comentário

Arquivado em Dia do professor, homenagem, poema.

Heloísa Crespo (Ciranda “Professor Versos”) Parte III – Trovas: Antonio Cabral e A. A. de Assis

Amor tem três dimensões:
É pai, mãe e professor.
Mas pai, mãe são ligações,
Professor, só puro amor.
Antonio Cabral


Meu amigo professor,
moldaste o meu coração.
Contigo aprendi que Amor
é sempre a maior lição!
A. A. de Assis
Fonte:
Organização e Programação Visual: Heloisa Crespo
Campos dos Goytacazes/RJ.

Deixe um comentário

Arquivado em Dia do professor, homenagem, Trovas

Heloísa Crespo (Ciranda “Professor Versos”) Parte II – António Barroso (Tiago) – O Professor

É sacerdócio, não é profissão,
É um dar-se, a si próprio, por amor,
Com prazer de ensinar, o professor
Sempre se entrega de alma e coração.
A sua vontade e a sua ambição
É ultrapassar todos os escolhos
E, aos alunos, fazer abrir os olhos
P’ra vida, para o sonho e p’ra razão.
O professor só pensa que é mais nobre
Ensinar tanto o rico como o pobre
Com a força da fé, por si, sentida.
Sem nunca se cansar ou esmorecer,
Seu destino será, até morrer,
Sempre a preparar homens para a vida.
Fonte:
Organização e Programação Visual: Heloisa Crespo
Campos dos Goytacazes/RJ

Deixe um comentário

Arquivado em Dia do professor, homenagem, Soneto.

Heloísa Crespo (Ciranda “Professor Versos”) Parte I – Trovas de Alicia Borgogno e Amilton Maciel Monteiro

Un profesor es pìlar,
pleno de gran maestría…
es mérito valorar
su enorme sabiduría.
Alicia Borgogno
A vida já me ensinou,
tal qual um bom professor,
que, quase tudo que eu sou,
aos outros devo o favor!
Amilton Maciel Monteiro
Fonte:
Organização e Programação Visual: Heloisa Crespo
Campos dos Goytacazes/RJ. 

Deixe um comentário

Arquivado em Dia do professor, homenagem, Trovas

Clarice Pacheco (Os Professores da Minha Escola)

A professora de Matemática,
com suas contas complicadas,
falando em equações,
no Teorema de Pitágoras.

A professora de Português,
com seu modo indicativo,
falando em advérbios,
interjeições, substantivos.

A professora de Geografia,
com seus complexos regionais,
falando em sítios urbanos,
em pontos cardeais.

A professora de Ciências,
com seus ensinamentos ecológicos,
falando em evolução,
em estudos biológicos.

A professora de História,
com seus povos bizantinos,
falando na Idade Média,
no Imperador Constantino.

A professora de Inglês,
com seus don’t, do e does,
falando em personal pronouns,
na diferença entre go e goes.

A professora de Artes,
com suas obras e seus artistas,
falando em artes ópticas,
em pintores surrealistas.

O professor de Educação Física,
com suas regras de voleibol,
falando sobre basquete,
em times de futebol.

Os professores da minha escola,
com suas matérias que às vezes não entendemos,
falando em todas as coisas,
que aos poucos vamos aprendendo.

Fonte:
O Pensador
Imagem = Portal Carangola

1 comentário

Arquivado em A Poetisa no Papel, Dia do professor, Poesias