Arquivo da categoria: Eventos – Comemorações

Olivaldo Junior (Um ano do Blog da CaEs e da UBT Moji Guaçu/ SP)

Hoje o Blog da Casa do Escritor e da União Brasileira de Trovadores Moji Guaçu, SP, comemora um ano de vida no ar. Eu, Olivaldo, agradeço a todos que, direta ou indiretamente, colaboram para que ele prossiga. O momento serve também para que se faça uma pausa e se pense no quanto ainda falta alcançar. 

O que se pretende, seja em Moji Guaçu, seja em qualquer outra cidade do mundo, é que, de acordo com o nosso caso, a Literatura cresça e se perpetue na vida e no coração daqueles que ainda acreditam no poder das letras. Não escreverei que não há nenhum plano realmente efetivo de fomentação da cultura literária no Brasil, nem que as principais editoras comerciais não se propõem a publicar poesia, recusando o envio de originais para avaliação, pois, afinal, “poesia não vende”. Os poetas que tem publicado em livro suas criações o tem conseguido através de edições cooperativas, ou de financiamento das próprias obras, o que, se por um lado é louvável, por outro é muito triste. Como incitar o nascimento de novos Drummonds e de novas Cecílias, num lugar em que o verso é contrário ao que se espera de um escritor contemporâneo? 

Tivemos, ao fim do ano passado, encontros que se fizeram memoráveis. Dia vinte e oito de novembro, às vinte horas, houve a inauguração do Auditório Maria Ignez Pereira, na Estação Cultura, quando membros da CaEs e da UBT, o presidente da Academia Guaçuana de Letras Cícero Alvernaz e eu, Olivaldo, prestigiamos Maria Ignez no descerramento da placa que dera nome ao local de encontros e palestras da Estação. O então Secretário de Cultura Sr. Edenilson José Faboci comandou a honraria outorgada à poetisa, que leva o nome de Moji Guaçu a várias cidades do País, devido a participações em concursos. O músico Henrique Perina também esteve presente com seu violão, e ambos garantiram a trilha sonora da noite. Além de poemas e textos apresentados pelos escritores, Henrique e eu interpretamos duas músicas: Gotas de luar, de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito e Pranto de poeta, da mesma dupla de sambistas. Henrique e eu “improvisamos” na apresentação deste samba. 

Dia trinta de novembro, às dezessete horas, foi a vez da premiação do Concurso de Poesias da Biblioteca Municipal João XXIII, no qual Afonso José dos Santos e eu, Olivaldo, fomos dois dos classificados. A premiação também contou com a presença de Maria Ignez Pereira, que foi chamada para entregar troféus e medalhas para alguns autores dos poemas escolhidos.

Dia primeiro de dezembro, às onze horas da manhã, lançou-se o livro póstumo Vida Vivida, de José Maria Duprat, membro da Academia Guaçuana de Letras, num dos auditórios das Faculdades Integradas Maria Imaculada (FIMI). A filha de Duprat, Caru, veio de São Paulo com a família toda para o lançamento do livro do pai, que, segundo a própria Caru, desejava ter o livro dele lançado em meio aos companheiros da AGL, de que era, mesmo morando em São Paulo, frequentador assíduo das reuniões da referida entidade. Foi emocionante ver a família de José Maria Duprat realizando um desejo do patriarca, um sensível cronista, que sempre reverenciava as coisas mais simples da vida como se elas fossem (e são) as coisas a que realmente se devem dar importância. Vida Vivida: uma lição. 

Dia sete de dezembro, na casa da poetisa e trovadora Maria Ignez, reunimo-nos para a última reunião de 2012 da CaEs e da UBT Moji Guaçu, SP. Estiveram presentes a anfitriã Maria Ignez, Afonso, Margarida (recém-chegada companheira), Roberto Nini, Samantha Lodi e eu, quando conversamos sobre os rumos dessas duas entidades no então vindouro 2013. Houve muita conversa e um lanche da tarde agradáveis. 

Retomando o primeiro assunto, eis que a internet e os meios de expressão, inclusive literária, oferecidos por ela tem-se expandido dia a dia. Há blogs que já se prenunciam como sendo “uma imprensa que não gasta papel”, o que é mesmo uma boa frase e, mais que isso, um conceito ecologicamente válido e correto nos dias que seguem. Mas que seria bom se morássemos num país em que a Poesia também tivesse ampla aceitação por editoras e casas publicadoras de livros em papel seria, seria, sim. Um dia, a Poesia vencerá. 

Lançamos há poucos dias o 2º Concurso de Poesias Carlos Cezar – 2013, que pretende ampliar o êxito do primeiro, atraindo a atenção de poetas da cidade e de várias partes do Brasil e do exterior, também. 

O Blog da CaEs e da UBT faz um ano de vida virtual, buscando, em verdade, a virtude dessa vida sem papel, mas bem atenta ao papel que tem: divulgar poetas e escritores daqui e de fora, dando rosas a quem chega a casa e oferta rimas, trovas ou prosa, que tudo é texto, ou espelho.

Olivaldo Júnior 
Presidente da Casa do Escritor 
e da UBT – Seção Moji Guaçu 

Fontes:
Montagem com imagens obtidas na internet
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cronica, Eventos - Comemorações, Magia das Palavras

Solenidade de Posse dos Imortais da Academia de Letras do Brasil/ Goiás e Encontro Nacional de Poetas del Mundo – I Expolivros

Instalação da ALB/Goiás com diplomação e posse ALB/GO/MS/PA
CAÇÚ – GOIÁS

Programação

Dia 28 – No Centro Cultural

17h – Café com prosa literária e entrega da chave da cidade às autoridades visitantes no Centro Cultural Rozenda Cândida Guimarães;

19h – Abertura oficial do I Encontro Nacional dos Poetas Del Mundo

21h– Palestra do poeta francês Athanase de Vantchev Tracy –
Literatura Francesa e sua influencia no Brasil, com tradução simultânea do poeta sueco-brasileiro Guillem Rodrigues da Silva.

23h – Abertura da Expolivros com premiação do I Concurso Municipal Estudantil de Literatura (contos e poemas) com o tema “Caçu, Cultura e Turismo”, seguindo-se visitação aos estandes e autógrafo por escritores locais e regionais (Alesg e ALB);

24h – Sarau na madrugada.

Dia 29 –

8h – Oficinas e minicursos (Local a confirmar):

1° turno: das 8h às 9h45 – 2° turno: das 10h às 11h45;

A – Prof. Dr. Ravel Giordano de Lima Faria Paz – UEG – Caçu-Quirinópolis;

B – Prof. Ms. Ana Luiza de Lima – PDM, Alesg, ALB/Goiás – Rio Verde;

C – Prof. Ms. Agostinho Moreira – Alesg, ALB/Goiás e cônsul de Poetas del Mundo em Quirinópolis;

D – Prof. Ms. Janete Martins – PDM, Alesg e ALB/Goiás-UEG Quirinópolis;

E –Drª Sílvia Mota – Pres. Clube Brasileiro de Lingua Portuguesa – MH – MG;

F – Zaia Poeta – Cordelista da Bahia;

G – Nena Sarti – Cônsul PDM de Imbiruçu, ALB/MS – Campo Grande/MS;
Reginaldo Sans – PDM, ALB/MS e músico – Campo Grande-MS

H – Atriz Betinha Rodrigues – Maringá/PR;

12 horas – Almoço de confraternização dos encontristas (Local: Recanto da Fraternidade);

14h– Painel – A obra literária em foco: (Local: Centro Cultural)

– Incentivo à leitura de obras literárias na escola: livro-solo e textos literários em obras didáticas, o papel das bibliotecas escolares – Prof. Ms. Adair Purcena Guimarães, Coordenador Pedagógico da Secretaria Municipal da Educação de Caçu;

– O papel dos agentes parceiros da literatura, a exemplo das bibliotecas públicas, ONGs, Clubes diversos, Lanchonetes, farmácias, bancos, etc. – (Nena Sarti – Consul PDM Região do Imbiruçu- Campo Grande-MS.

– Publicação e distribuição de obras literárias – Antônio Almeida – diretor proprietário da Editora Kelps e Distribuidora Leart – Distribuidora em Goiás e no Distrito Federal, com a participação, como debatedor, do Prof. Ms. Gilberto Celestino, dir. da UEG-Quirinópolis e Leandro Almeida, da Leart;

19h– Instalação da ALB-Goiás, diplomação e posse de acadêmicos da ALB/Goiás e ALB/PA, seguindo ato de criação da ALB/MS, diplomação e posse de quatro acadêmicos do Estado vizinho, inclusive da presidente executiva da ALB/MS, seguindo-se lançamento de Manifesto Pró-Integração Nacional de Políticas Pertinentes à Lingua Portuguesa e suas interrelações na CPLP.

SOLENIDADE DE POSSE
Os escritores que tomarão posse na solenidade a Cadeira de Imortais da Academia de Letras do Brasil pelo Estado do Goiás:
Indicados pelo Imortal, Dr. José Feldman, Ph.I.:
José Faria Nunes (Presidente Executivo), Arietto – Léo Teixeira,Paulo Nunes Batista.

Indicados pelo Imortal José Faria Nunes:
Agostinho de Almeida Moreira, Aidenor Aires Pereira, Ana Luiza de Lima, Adelice da Silveira Barros, Adejar Vicente dos Santos, Brasigóis Felício Carneiro, Cássia Vicente, Célia Siqueira Arantes, Dauro Guimarães, Eliene Aparecida Ferreira, Elizabeth Caldeira Brito, Elvis Souza Nascimento, Elzi M. La Guárdia, Gênio Eurípedes Assis, Geraldo Coelho Vaz, Janete Martins Medeiros, Jonan de Castro Reis, Joelma Gonçalves Rocha, Jacinto Euzebio Ferreira, Joana D’Arque de Freitas, José Mendonça Teles, José Ubirajara Galli, Lupércio Mundim, Lázara Ambrózia de Souza, Lêda Selma, Lionizia Pereira Martins , Luiz de Aquino Alves Neto, Maria Aparecida Gama de Almeida, Martiniano José da Silva, Ney Teles de Paula, Ravel Giordano de Lima Faria Paz, Rozaíres Guimarães de Lima Nunes, Waldomiro Bariani Ortêncio

23h– Autógrafos nos estandes da Expolivros – autores visitantes (Local: Estande dos Poetas Del Mundo);

24h– sarau na madrugada (Palco da festa ou estande dos Poetas Del Mundo – a confirmar);

Dia 30 – Local: Centro Cultural:

9h– Painel sobre os Poetas Del Mundo – Exposição e debate com participação do plenário:

– Os Poetas Del Mundo em Goiás, realidade e perspectivas – Cônsul dos Poetas del Mundo de Goiás;

– Poetas del Mundo e os Poetas del Mundo no Planeta – Luiz Arias Manzo, fundador e presidente mundial da Associação Internacional de Poetas Del Mundo;

– Os Poetas Del Mundo no Brasil e a Associação Internacional de Poetas del Mundo – Delasnieve Miranda Daspet de Souza, Embaixadora dos Poetas Del Mundo no Brasil e Presidente Executiva da Associação Internacional de Poetas del Mundo e Embaixadora Universal da Paz;

12h– Homenagem da Loja Maçônica Sesquicentenário da Independência, de Caçu, aos poetas Guillem Rodrigues e Nelson Vieira (convites especiais e local a confirmar);

Tarde conclusiva – (Local – Centro Cultural)

14h– Por uma América do Sul Trilingue – Secretário Executivo da Associação Internacional de Poetas del Mundo.

15h – O Brasil é maior que qualquer academia de letras.

15h30 – Palestra Pé de Luxo, com a poeta Vanda Ferreira, cônsul do entorno rural de Campo Grande-MS.

16h – Elaboração da Carta de Goiás – Um documento para a história do livro e da leitura (manifesto do encontro).

17h– Solenidade de encerramento – com outorga de certificados e homenagens.

1 comentário

Arquivado em Eventos - Comemorações, Notícias Em Tempo

Festividades dos XVI Jogos Florais de Curitiba

Estamos em festa. Venha participar!

Nosso site está em construção: http://www.ubtcuritiba.com/

A UBT- Seção de Curitiba apresenta a programação de um dos mais importantes eventos culturais do Paraná em 2010:
“XVI Jogos Florais de Curitiba”.
Convidamos e contamos com a sua presença!

Abraço fraterno,
Maria da Graça Stinglin de Araújo
Presidente

PROGRAMAÇÃO OFICIAL – XVI JOGOS FLORAIS DE CURITIBA – 2010

Dias 18, 19 e 20 de junho de 2010

Dia 18 de junho (sexta-feira)

17h45m – Saudação aos visitantes, no saguão do Hotel .Participação de Milton I. Fadel (cantor) e Manoel Moskalewski (músico).

18h15m – Saída para a Câmara Municipal de Curitiba, (a uma quadra do Hotel).

19h – Solenidade de abertura, na CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA
* Premiação dos estudantes classificados no XVI Jogos Florais de Curitiba.
* Homenagens.
* Apresentação musical, Fabiano Crusara (tenor), Júlio Enrique Gómez (pianista).

Dia 19 de junho (sábado)

8h45m – Passeio turístico por alguns pontos da cidade. Ônibus apanhará os trovadores e convidados no Hotel.
* Almoço – Livre

14h30m – Solenidade de premiação dos trovadores classificados (âmbito internacional-nacional-estadual).
Local: Salão “PARANÁ”, nas dependências do Hotel.
* Apresentação musical: Coral “La Vie en Rose”, da Rede Feminina de Combate ao Câncer, sob a regência da maestrina Ellisana Gazda Kunn.

18h– Saída para o jantar na Chácara “Sapolândia” – ônibus para os visitantes (ida e volta).

19h – Jantar. (Sapolândia – chácara do Vereador João Claudio Derosso, Rua Antonio de Paula, 3695).
* Lançamento do livro “Paraná em Trovas”, organizado por Vânia Maria Souza Ennes .
* Roda de Samba do IEP, com os músicos: Aderli Santi, Cesar Basseti, Harry Korman, Kleber Humphreys, Manoel Moskalewski, Mário G. Damasceno, Milton Fadel, Nivaldo Gouvea Júnior, Orlando Dias e Paulo Dorsa.
* Revoada de trovas.

Dia 20 de junho (domingo)

9h15m: Embarque no hotel, dos visitantes.

10h – Missa em trovas, na Igreja São Francisco de Paula – Rua Desembargador Motta, nº 2.500
* Apresentação musical a cargo de Cirlei Donim (cantora lírica)

12h – Almoço de despedida (por adesão) no Restaurante do Hotel.
*************************************************************************
Hotel “Paraná Suíte” – Rua Lourenço Pinto, nº 456 –– próximo do Shopping Estação e da Câmara Municipal de Curitiba. Fone/fax (41) 3322-4242.

OBS:

Dia 17 de junho – Palestra com Antônio Augusto de Assis –
“A TROVA DE LUIZ OTÁVIO”,
Biblioteca Pública do Paraná, rua Cândido Lopes, nº 133, 3º andar.

Fonte:
UBT/Curitiba

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos - Comemorações, Premiações

Cristina Leite (50 Anos da Biblioteca Municipal de Paranavaí)

Roza de Oliveira no Sesc Paranavaí
A Biblioteca Pública Municipal Júlia Wanderley de Paranavaí festejou seu Cinqüentenário no último sete de dezembro. Além da apresentação da renomada Orquestra de Sopros de Paranavaí, inauguração do Telecentro Digital Paranavegar, destacamos o recital “A Música Erudita e seus Poemas ” com a poetisa Roza de Oliveira e seu marido pianista Júlio Henrique Gómez. Roza é paranavaiense radicada em Curitiba, presidente da Academia Paranaense de Poesia, membro da Academia Sul-Brasileira de Letras, membro correspondente da Academia de Letras e Artes de Paranavaí e Imortal pela Academia de Letras do Brasil/PR. Júlio é especialista em música erudita, membro do Centro de Letras do Paraná e Academia Paranaense de Poesia.

A comemoração do aniversário contou com a presença do prefeito Rogério Lorenzetti, do vice-prefeito Alziro Lopes, do presidente da Fundação Cultural Paulo Cezar de Oliveira, da vice-presidente da Academia de Letras e Artes de Paranavaí Cristina Leite Goetten, do presidente da Câmara Municipal de Paranavaí Gil Júlio, da coordenadora da Biblioteca Ilca Zicka, secretários municipais, dentre outras autoridades.

O cerimonial foi conduzido pelo secretário de Comunicação Social Jorge Roberto Pereira da Silva.

A oradora oficial da A.L.A.P Dinair Leite discursou em nome da Academia, das Delegacias do Movimento Poético Nacional e UBT- União Brasileira de Trovadores em Paranavaí e do recém-fundado Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais – InBrasCI, no Paraná, do qual é a Presidente Fundadora e Governadora. Dinair ofereceu em nome de toda a comunidade cultural as boas vindas a Roza e Júlio.

A propósito, o talentoso casal fez belíssima apresentação de poesias, músicas e trovas em performance dirigida a concorrida platéia da terceira idade, no dia seguinte no SESC- Paranavaí.

Cora Coralina foi um dos nomes homenageados pela declamadora Roza, além de apresentação de belas obras de sua autoria. Tangos e boleros empolgaram os presentes através das mãos do pianista Júlio.

Paulo Cezar de Oliveira e o gerente executivo do SESC Ubiratan Angelo Fernandes contabilizam elogios pelas atividades realizadas nessa ocasião.

Fonte:
Dinair Leite
.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos - Comemorações

Poetas Del Mundo Em Belo Horizonte

A Entidade lítero cultural Poetas Del Mundo promoveu entre os dias 11/12/13/14 de novembro de 2009, o Primeiro Encontro de Poetas Del Mundo de Belo Horizonte.

O evento teve a coordenação da escritora e poeta Silvia de Andrade Motta.

O credenciamento dos cônsules e poetas aconteceu dia 11/11 no Palácio das Artes (subsolo), que logo após foram agraciado com um espetáculo internacional no auditório do Palácio das Artes com a banda Nil Lus. O espetáculo teve também um duplo lançamento: Romance com trilha sonora e CD gravado ao vivo no Montreux Jazz Festival – Suíça. Nil Lus alem de cantor e compositor é também cônsul de Poetas Del Mundo na Alemanha.

O Evento teve seqüência no dia 12/11, com uma sessão solene de homenagens na Academia Mineira de Letras. A sessão teve a presença de figuras ilustres:
O Secretario Geral de Poetas Del Mundo – Luiz Ariaz Manzo.
A Embaixadora de Poetas Del Mundo no Brasil e subsecretaria – Deslanieve Daspet.
A cônsul de Poetas Del Mundo na França – Diva Pavesi
O cônsul de Poetas Del Mundo na Alemanha – Nil Lus.
A cônsul de Poetas Del Mundo de Minas Gerais – Bilá Bernardes
Alem de cônsules de zonas da Grande Belo Horizonte e de outras cidades.
Sete Lagoas se fez representar pelo cônsul João Drummond.
Aluisio Pimenta representou o governador Aécio Neves.
José Maria Rabelo representou o presidente da Academia Mineira de Letras Murilo Badaró.
A vereadora Maria Lucia Scarpéli representou a câmara de vereadores de Belo Horizonte.

O Coral Libertas do Palácio da Liberdade abrilhantou o evento cantando o Hino Nacional.
O Hino do Chile foi tocado em homenagem aos irmãos poetas daquele País.

Luiz Ariaz Manzo encerrou a sessão com uma breve fala sobre a necessidade dos poetas se manterem firmes em seus propósitos de trabalhar a poesia como instrumento de paz e humanidade.

Entende a poesia como o instrumento para se derrubar os muros de exclusão e preconceitos que separam pessoas e povos.

Lembrou a importância dos cônsules e poetas se manterem humildes e simples em sua missão e não se deixarem seduzir pelo “canto da sereia” ou armadilhas dos egos. O foco de Poetas Del Mundo são as pessoas em situação de risco e ameaçadas em sua dignidade e segurança.

À tarde, na Associação Mineira de Imprensa, a cônsul de Poetas Del Mundo na França, Diva Pavesi brindou os Poetas Del Mundo e convidados com uma bela palestra lembrando o Ano da França no Brasil.

À noite os Poetas Del Mundo foram recebidos no Museu de Arte e Cultura e Casa da Luz e Poesia.

O Evento histórico teve seqüência no dia 13 de novembro com plantio de uma muda de Pau-Brasil oferecida pelo Governo de Minas. Prosseguiu com caminhada e visita à Exposição Galeria da Arvore & Recital Sementes de Poesia – MUNAP, especial para Poetas Del Mundo no Parque Municipal, organizado por Regina Mello.

À tarde teve passeio à Praça da Liberdade, caminhada pela Paz e pela Vida e visita ao Palácio da Liberdade

À noite o evento teve seu encerramento em Belo Horizonte no Espaço Mix Cultural Líber Livros na Av. Getulio Vargas na Savassi, organizado por Poetas Del Mundo, Ana Cruz e Jaak Bosmans.

No dia 14 de novembro Poetas Del Mundo seguiu para um passeio a Ouro Preto.

Após o evento será formado um grupo para redigir a Carta – Manifesto abordando temas da PAZ – MEIO AMBIENTE – SOLIDARIEDADE ENTRE OS POVOS – VIOLÊNCIA – FOME – POESIA. Os nomes serão apresentados pela Organização do Evento e a Carta – Manifesto deverá ser entregues em até 15 dias após a data do encerramento.

A sede de Poetas Del Mundo na capital mineira passará a funcionar provisoriamente na AMI – Associação Mineira de Imprensa.

Deslanieve Daspet declarou durante o evento, que Poetas Del Mundo forma hoje uma Nação irmanada na poesia, e cujo Chefe de Estado é o poeta chileno Luis Ariaz Manzo. Há uma previsão de se formar um corpo diplomático nacional para coordenar todas nas ações de Poetas Del Mundo no Brasil e no mundo.

O Brasil é país de destaque no movimento contribuindo com o maior numero de poetas.

João Drummond
Cônsul de Poetas Del Mundo Em Sete Lagoas – MG
=================================

MANIFESTO POETAS DEL MUNDO

MOVIMENTO POETAS DEL MUNDO PELA PAZ

Poetas do Mundo, é chegada a hora exata para unir nossas forças na defesa da continuação da vida: somos guerreiros da paz e mensageiros dessa nova história para da humanidade. Somos os poetas da luz – veículo que nos conduz para levar o chamado de alerta de que não podemos nos furtar. Atravessamos a morte de um período degenerado das eras, e assistiremos o nascimento de uma NOVA ERA – para a qual, nós, os poetas, recebemos nossos dons, nossas missões e obrigações. A humanidade vive momentos decisivos de luta pela sobrevivência, mas ainda não acordou para o fato de estar caminhando rumo a um precipício, direto para a extinção. Urge que tomemos o leme e mudemos o caminho para a elevação coletiva, para que recuperemos o patrimônio da vida como dom universal e direito de todos.

Desde os mais remotos tempos que o homem pode recordar, é sabido que a existência humana depara-se com os desafios de viver e progredir, enfrentados com escolhas que trouxeram e trazem a degradação do ambiente natural. O homem fez disso um confronto, uma batalha e apenas se preocupou em vencer, como qualquer mercenário numa guerra, a qualquer preço, apenas assegurando para si a sobrevivência momentânea – sem pensar nos prejuízos que seriam deixados às gerações futuras, nem sequer nas conseqüências em curto prazo. E assim tem sido, a satisfação instantânea da necessidade de sobrevivência ou da ganância do homem tem gerado e lançado sobre todos, homens e mulheres, as mais terríveis catástrofes. O homem em seu afã de ser mais, de crescer e crescer sempre e desmedidamente, degrada o planeta até os limites da exaustão dos recursos naturais conhecidos, leva à extinção até o que nem chegamos a conhecer – num jogo de ambição que coloca em risco a existência do próprio homem como espécie.

Por este querer sempre MAIS, a humanidade não só esgota as riquezas materiais do planeta, como também os bens humanos, transformando um a um em desesperado e criminoso, a ponto de nos matarmos uns aos outros para sobreviver, ou para alcançar ascensão e glória… Ou simplesmente para dizer: SOU, e SOU MAIS que você… Assim como exaurimos o planeta dia após dia, consumindo os recursos naturais e humanos, ainda somos capazes de construir armas de destruição em massa, que podem levar ao extermínio da humanidade em poucas horas. Isso tudo num cenário em que a supremacia e o poder concentram-se sempre nas mesmas mãos, dos mesmos impérios, que não são capazes de sequer olhar pelos semelhantes que morrem na miséria, apesar de atingirem a riqueza absoluta.

Se os Homens e Mulheres não mudarem de rumo, E AGORA, as próximas gerações terão sólidas razões para nos odiar. E é nossa esperança de que isso é possível, porque o caos moral, político [guerras infames], econômico [o ser humano transformado em bem, escravizado pelo dinheiro], tudo isso é manifestação do “PARTO DA HISTÓRIA” – assim como uma mulher quando dá a luz a um bebê tem em si muitas dores; a história mesma anuncia o nascimento de uma NOVA ERA.

1 – Diante desta azáfama pelo domínio absoluto, que nos levará inevitavelmente à autodestruição [se não for impedida]; diante de tamanha barbárie, muitos já acordaram no susto quanto ao destino cruel que a humanidade constrói para si mesmo. Ao tempo que outros abrem os olhos à luz da anunciação dos novos tempos, de que os Poetas do Mundo são também portadores e empreenderão por isso e para isso o caminho do protesto; e da construção de um novo amanhecer, do raiar da libertação definitiva do homem.

2 – Os Poetas do Mundo, não todos, somente os Poetas do Mundo – porque não são todos os poetas do mundo que estão dispostos a dizer: não sou, SOMOS. Nós, os que estamos dispostos a abandonar o ego que nos mata; nós que somos capazes de olhar com IGUALDADE, iniciamos a cavalgada coletiva através do mundo e colocamos a arte da Poesia a serviço da humanidade.

3 – Ser poeta não significa simplesmente escrever bonitas poesias, a POESIA não é mero objeto de decoração. Temos que VIVÊ-LA e vivê-la não significa somente senti-la, temos que praticá-la. E praticá-la é a missão, a obrigação e a competência de todos os dias para os Poetas do Mundo.

4 – Ser Poeta do Mundo é um desafio maior. Ser Poeta do Mundo é assumir este manifesto por essência; é avocar a defesa da vida, do amor, da diversidade, da liberdade. E ser capaz de bradar: dou minha vida para a VIDA, pois amo minha vida. Por isso dizemos BASTA de estupidez, BASTA de egos; que não contribuem para crescimento coletivo, nem pessoal. Nossa arte nasce a serviço da preservação da humanidade.

5 – Ser Poeta do Mundo é atravessar os meandros da natureza humana, em busca da perfeição e do crescimento lícito da vida, cada um buscando o máximo de suas capacidades e possibilidades. E é por isso que não seremos passivos diante dos crimes que se cometem diariamente sob discursos falsos de liberdade e direito. Levantemos nossas vozes como um raio de luz e façamos tremer os covardes; a palavra é a melhor arma, que amedronta os assassinos; a palavra estremece as mãos dos opressores e assim derruba os petrechos de morte que carregam consigo.

6 – Declaramos e doamos o valioso aporte – subsídios morais e sociais – dos poetas do mundo para o engrandecimento da humanidade. Daqueles que deixaram seus nomes marcados ao longo das eras, nos centenários livros da historia universal e na memória coletiva dos homens; como daqueles poetas anônimos, que passaram pela terra cumprindo suas missões legendárias através dos tempos. Cremos no valor que significaram estas majestosas contribuições em seus tempos, inclusive hoje. E vivemos uma época muito singular, onde toda a humanidade, em que se inclui os Poetas do Mundo do século XXI, e não queremos nos enraizar no passado tentando enxergar melhor o presente e o futuro. Os Poetas do Mundo deste século somos chamados a ser criativos, para sermos capazes de vibrar o grito atroante que se espera de nós frente ao descalabro que a humanidade impôs a si mesma ao longo das eras.

7 – Os Poetas do Mundo nos declaramos iguais – consagrados e menos conhecidos, famosos e anônimos, ricos e pobres, brancos e negros, mestiços e amarelos. Sempre e quando se situam neste lado da vida, empunhando as mesmas espadas para combater o que mata a vida, lutando corpo-a-corpo, ou ante a mesma barricada, para defender a JUSTIÇA [única para todos], a IGUALDADE [efetiva entre todos os habitantes da terra], a LIBERDADE [a verdadeira, não a dos discursos de instituições e arautos fraudulentos e corruptos] e o DIREITO dos povos de existir e viver em paz. Pois é apenas lutando por todos, que seremos cada um o vencedor. Não há vitória real na individualidade, no egoísmo, a vitória só é possível como uma conquista coletiva.

8 – Os Poetas do Mundo declaram todo espaço onde possam estar ou ser, como suas arenas de combate ao mal, sejam palácios ou cavernas perdidas, sejam os campos de trabalho onde se exploram os campesinos ou o fundo de uma mina onde se suga o sangue do mineiro. O Poeta do Mundo jamais se calará frente à dor de sequer um homem ou mulher, enquanto lhe houver fôlego. Porque o poeta não deixará de ir ao encontro de sua missão, levando a palavra, levando chuva sobre a terra, espetáculo de graça, beleza para os olhos dos homens e das mulheres. O Poeta será a luz que guiará os guerreiros, será o farol na escuridão da noite.

9 – Os Poetas do Mundo nos declaramos pacifistas, mas não covardes, nem passivos. Antimilitaristas, mas de nenhuma maneira ingênuos, mesmo que sentimentalistas por natureza, porque na expressão artística, a tinta da escrita é o sangue de nossas almas. Vivemos embriagados pelo encanto da arte, até a vertigem dolorosa da criação. Criação que terá sempre um objetivo: “APERFEIÇOAR A VIDA”, a nossa [individual], a de todos [coletivamente]. Somos pacifistas em busca da paz universal, mas sabemos que A PAZ não chega do nada, temos que ganhá-la, lutar por ela; por isso somos Guerreiros. E a PAZ não existirá se não for garantida a JUSTIÇA. A PAZ reinará a partir da justiça. Senão a única paz que teremos com os desmandos dos Impérios será PAZ DE CEMITÉRIO.

10 – Um Poeta do Mundo assume o dever de se aperfeiçoar sempre, crescer em humanidade, aceitando a pluralidade e a complexidade da existência. O Batalhão dos Poetas do Mundo é o espaço de luta para os que crêem ou não, ateus ou religiosos, justos ou equivocados, heterossexuais, bissexuais ou homossexuais, TODOS movidos e alimentados pelo e para o AMOR nobre. Poetas do Mundo é a fileira em que se reúnem os guerreiros de outrora e os combatentes modernos, militantes do BEM e da lealdade. Onde trazemos a grande revelação que pode unir o mundo, correntes por correntes, num grupamento de poetas repartidores de esperança e sorrisos, para a luta que dura desde a aurora dos tempos.

11 – E mesmo que o homem torpe busque um terceiro para impor suas culpas ou atribuir responsabilidade por sua salvação; nossa é que cada qual assuma sua essência, seu próprio espírito, sem ter que acusar outrem para calar a voz de sua culpa pelos seus erros e derrotas, nem para depender da verdade alheia para se salvar. Nossa esperança é alcançarmos, através da palavra, o acender do verbo nos corações de cada um, para o verso das montanhas, para a noite sigilosa da alma; assumindo e ascendendo os dons guardados no invólucro cuidadoso do ventre da natureza, até ver o anunciado amanhecer, em que cada um acrisolará sua alma com amor, movido pelas palavras. A Poesia é do mundo – e nós somos da Poesia.

“Poeta do Mundo, Una-se a esta batalha pela existência humana! Pela continuidade da VIDA!

Por: Ariasmanzo [Luis Arias Manzo – Secretário-Geral]
Santiago de Chile, dezembro de 2005

Fonte:
Poetas del Mundo

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos - Comemorações, Manifestos, Notícias Em Tempo

XI Feira do Livro de Marabá (PA)

A Fundação Casa da Cultura de Marabá realiza, de 26 a 28 de novembro deste ano, a XI Feira do Livro de Marabá e I Salão Nacional de Humor de Marabá. Os eventos acontecem nas dependências do ginásio Poliesportivo “Renato Veloso”, na Folha 16, Nova Marabá.

Para o presidente da Fundação, Noé von Atzingen, a feira do livro vai proporcionar ampla aquisição de novas títulos, além de abrir espaço aos artistas da região, dando oportunidade para que o público conheça e valorize seus trabalhos. Segundo Atzingen, esse é um evento que visa, principalmente, resgatar a importância do livro e do ato de ler, fazendo com que a população regional conheça a abrangência da leitura como instrumento de cidadania e como direito individual.

Feira do Livro de Marabá, que terá lugar no Ginásio Poliesportivo da Folha 16, tem prevista a seguinte programação:

– I Salão Nacional de Humor de Marabá;
– Exposição de Artesanatos e Artes Plásticas;
– Mostra de Cinema;
– III Exposição Lúdica – UFPA Universidade Federal do Pará;
– Fantoche, teatro, dança e outras apresentações;
– Lançamento de Livros, Bate-Papo, Oficinas, Palestras;
– Programação Cultural, Visita de Escolas;
– IV Sarau do PROLER;
– Café Literário entre outras atividades.

Fonte:
http://www.maraba.pa.gov.br

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos - Comemorações, Feira de Livros

Fliporto Criança 2009

V Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas (PE)

Local: Espaço em frente ao Banco do Brasil

Coordenação: Pedro Ivo Silveira
05 a 08 de novembro de 2009
Homenageado: Ronaldo Correa de Brito

A FLIPORTO CRIANÇA tem como proposta a formação de novos leitores através do intercâmbio com escritores, ilustradores, grupos de teatro, contadores de história e arte-educadores de forma criativa e prazerosa. Este ano, nosso tema é o “Dom Quixote das Crianças”, numa alusão ao tema central da Fliporto.

Nosso principal homenageado é o escritor Ronaldo Correia de Brito, cearense radicado em Recife, que acaba de ganhar o Prêmio São Paulo de Literatura. Ele apresenta em sua obra clássicos da dramaturgia infantil pernambucana, como A Nau Catarineta que estará presente de forma adaptada e teatralizada em nossa programação.

Você e toda a sua família são nossos convidados para fazerem parte desta grande FESTA.

Sejam bem-vindos!
Pedro Ivo
Coordenador Fliporto Criança

PROGRAMAÇÃO

Tenda Dom Quixote: O Cavaleiro Andante

QUINTA FEIRA – DIA 05 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h

15h – Abertura Oficial do Pólo

15h30 – Leitura dos poemas do Livro: Palavras Verdes para Ler, Pensar e Preservar – (Livro produzido pela Secretaria de Tecnologia e Meio Ambiente de Ipojuca com a participação dos alunos das Escolas Municipais)

15h30 – Escola Jesus Nazareno – Distrito de Nossa Sra. do Ó. (Apresentação de Poemas)

16h – Escola Maria José Ferreira – Distrito de Camela (Apresentação de dança folclórica)

17h – Bate Papo com autor – Lançamento do Livro – “Presente de Natal” – Autor: Edmilson Lima – Ed. Bagaço

17h e 19h – Saída do Dom Quixote para passear pela Vila

17h30 – Mr.Fabio – Show de Mágica

18h30 – Sitio do Pica Pau Amarelo – Grupo Zé Mulengo

19h30 – Lançamento do CD – Brinquedo Cantado – Edinho Paraguassu/SP
20h – Jogos Literários – Cia do Lazer

SEXTA FEIRA – DIA 06 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h

15h – Bate-papo com autor – Lançamento de livro

15h15 – Escola Mário Júlio do Rêgo – Distrito de Nossa Senhora do Ó –
(Apresentação cultural dos alunos da Educação Especial)

15h30 – Escola Joaquim do Rêgo Cavalcante – Ipojuca Sede (Apresentação cultural dos alunos da Educação Especial)

16h30 – Capoeira e dramatização em homenagem a João Cabral de Melo Neto – Escola Manoel Uchoa Cavalcanti – Porto de Galinhas

17h e 19h – Saída do Dom Quixote para passear pela Vila

17h – Colégio Boa Viagem – “Em suas mãos” – Apresentação teatral

18h – Gincana de auditório: Topa Tudo por um Livro – Cia. do Lazer

19h – Lançamento da Revista: “Heróis da Restauração Pernambucana em Quadrinhos” Amaro Braga e Danielle Jaimes

20h – A Árvore de Júlia – Uma aventura poética para toda a família – Direção Lívia Falcão – Teatro

SÁBADO – DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h

15h – Cantando e Dançando – Edinho Paraguassu(SP) e a Turma da Cia do Lazer

16h – Alicerce Games – Cia do Lazer/ IMC

17h e 19h – Saída do Dom Quixote para passear pela vila

17h – Encontro com o autor Ronaldo Correia de Brito

17h30 – A Nau Catarineta com adaptação do grupo Grudage/Cabo de Santo Agostinho

19h – Talis Ribeiro/PE – Brincando e Cantando Histórias

20h – Brincando de Boneco – Direção Pedro Dias – Teatro

DOMINGO – DIA 08 DE NOVEMBRO DE 2009
9h às 12h

9h – Brincar é Colorido – Edinho Paraguassu/SP e a Turma da Cia. do Lazer

10h – Danças Folclóricas – ICRIAC (Instituto da Criança Arte e Cultura/Porto de Galinhas)

10h30 – Encontro de Maracatu Nação Escola Aberta e Alfaias da Praia e Cana Caiana/Porto de Galinhas

11h – Grupo Sorrisarte. Porto de Galinhas
–––––––––––––––-
Tenda Dulcinéia: A Musa Inspiradora

QUINTA FEIRA – DIA 05 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h

Espaço Contação de Histórias
Grupo “Histórias ao Vento” – Biblioteca Municipal de Ipojuca

SEXTA FEIRA – DIA 06 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h
Grupo ‘Se vira na História” e Convidados

15h – “Era uma vez…”- Grupo “Se vira na História”

16h30 – “Uma viagem fantástica” – Grupo “Se vira na Historia”

18h – “Vivendo a História”- Grupo “Se vira na História”

19h30 – “Os pássaros”- Contadora de Historia Maria Fernanda

SÁBADO– DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h
Grupo “As Bordadeiras de Histórias” – “O tecelão de Contos e Viramundos” – “O Contador de Histórias”

15h – Procura-se uma dama para um fidalgo se casar? Quem quer se candidatar? Histórias de Reinos, fadas e princesas.

16h30 – As descobertas de Quixote em suas andanças pelo mundo. Contos Universais

18h – Histórias encantadas e um tanto engraçadas. – Contos de esperteza, astúcia e adivinhação

19h30h – O olhar mágico de D.Quixote.

DOMINGO – DIA 08 DE NOVEMBRO DE 2009
9h às 12h
Espaço Contação de Histórias
Contação de Histórias – Projeto “Contar Mais” – Tia Rô
================

Tenda Sancho Pança: O Escudeiro

QUINTA FEIRA – DIA 05 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h

OFICINAS – Vagas Limitadas
15h- ‘’Olho por olho, dente por dente” – Artesão Kiko Lacerda

17h- “As melhores essências estão nos menores frascos “–– Artesão Tania Lucia

19h – “Devagar se vai longe” – Artesão Tony Borges

20h – “Cada macaco no seu galho” – Artesão Paulo das Placas

SEXTA FEIRA – DIA 06 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h
Espaço Faculdade Mauricio de Nassau – Curso de Ed. Física

OFICINAS – Vagas Limitadas

15h – “Brincadeira e Literatura – Vamos Aproveitar”

17h – “Crianças que brincam unidas…Se divertem mais”

19h – “Brincadeira que nasce torta, pode ser muito legal”

20h – “Quem cedo madruga…Aprende mais”

SÁBADO – DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h
Espaço IBEP/Nacional – Recriando Histórias

OFICINAS – Vagas limitadas

15h – A comicidade e o riso em: Dom Quixote & Sancho Pança

17h – O mundo caracturesco na Literatura

19h – Da palavra ao traço: Cavaleiro escudeiro

20h – Cultureba…Sancho Pança e Tia Anastácia

DOMINGO – DIA 08 DE NOVEMBRO DE 2009
9h às 12h

Gastronomia Infantil pela Faculdade Boa Viagem – Curso de Hotelaria

Lançamento do Livro de Receitas Fliporto Criança 2009 elaborado pelos alunos do Curso de Hotelaria/FBV

OFICINAS – Vagas Limitadas

9h – “Não se faz espetinho sem cortar as frutas” – Espetinho de Frutas

10h – “Nunca digas que desta salsicha não comereis”– Surpresa de Salsicha

11h – “Onde há fumaça há bolinhos” – Bolinhos Decorados
========================

Pelos Caminhos de Dom Quixote

QUINTA FEIRA – DIA 05 DE NOVEMBRO DE 2009
15h às 21h
Pelos Caminhos de Dom Quixote (Brinquedo Interativo)

De 15h as 21h – Trilha e Jogos Gigantes

SEXTA FEIRA – DIA 06 DE NOVEMBRO DE 2009

15h às 21h

Pelos Caminhos de Dom Quixote (Brinquedo Interativo)

De 15h às 21h – Trilha e Jogos Gigantes

SÁBADO – DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2009

15h às 21h

Pelos Caminhos de Dom Quixote (Brinquedo Interativo)

De 15h às 21h – Trilha e Jogos Gigantes

DOMINGO – DIA 08 DE NOVEMBRO DE 2009

9h às 12h

Pelos Caminhos de Dom Quixote (Brinquedo Interativo)

De 9h às 12h – Trilha e Jogos Gigantes

Fonte:
http://www.fliporto.net/

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos - Comemorações, Notícias Em Tempo