Arquivo da categoria: Folclore Africano

Folclore Africano (Napi, os Homens e os Animais)

No início do mundo nasceu o Sol, e depois dele surgiu Napi, o criador, o guardião da vida. Um dia Napi descansava perto de uma fonte. Olhou para a terra úmida e teve uma idéia: pensou que seria divertido moldar pequenas criaturas de argila. Primeiro modelou um animalzinho. Gostou dele e continuou a criar, e fez aparecer todos os animais que até hoje vivem na face da terra. Quando terminou, deu a cada animal um lugar para habitar. Por último moldou o homem e lhe disse:

– Você deve viver na floresta, é o melhor lugar para você.

Depois, fechou os olhos e tentou descansar. Mas não conseguiu.

Poucas horas mais tarde os animais voltaram para reclamar.

Ninguém estava feliz. O touro parecia furioso:

– Não posso viver na montanha, Napi. Preciso de pasto!

O antílope também estava aborrecido:

– Napi, não posso viver no pântano, meu sonho ‚ correr pelos campos!

Até mesmo o sensato camelo tinha uma queixa:

– Napi, detestei o deserto! Será que você não pode me mudar de lugar?

O homem, então, não parava de reclamar. Queria viver viajando, queria conhecer todos os lugares. Era muito curioso para ficar só na floresta. Napi suspirou e respondeu:

– Minhas queridas criaturas, vou lhes dar outros territórios! Calma! E depois disse:

– Touro, vá para os pastos! – E para o antílope: – Vá para a savana correr com liberdade.- E, finalmente, para o camelo: – Vá para perto de um oásis, onde o ar é fresco.

E quando chegou o homem, Napi lhe sugeriu diversos lugares para morar, mas o homem nunca ficava contente. Até que o guardião da vida se cansou e disse apenas:

– Você é mesmo impossível, meu filho! Tudo bem, vá para onde quiser!

É por isso que todos os animais têm seus territórios preferidos, mas o homem, essa criatura sempre insatisfeita, espalhou-se pelas montanhas, florestas, rios e mares, e até hoje continua procurando novos lugares para morar.

Fonte:
http://www.esnips.com

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Folclore Africano