Arquivo da categoria: Lançamento de Livro

Editora Oficina Raquel (Lançamento de "Extratextos 1 – Clarice Lispector, personagens reescritos")

Clarice Lispector ganha homenagem da editora Oficina Raquel, que lança o livro “Extratextos 1 – Clarice Lispector, personagens reescritos”, de grandes autores, no dia 19 (quarta-feira), no Rio de Janeiro, e dia 20 (quinta-feira), em São Paulo
Para homenagear Clarice Lispector em seu trigésimo quinto aniversário de morte, a Oficina Raquel reúne um elenco de doze destacados escritores e lança *Extratextos 1 – Clarice Lispector, personagens reescritos*.Cada autor escolheu um personagem clariciano e o reescreveu, acrescendo novos sentidos ao pleno sentido da obra de Clarice.
Entre os autores, seis mulheres, entre as quais Conceição Evaristo, e seis homens – Silviano Santiago, por exemplo; sete brasileiros, como Evando Nascimento, e cinco estrangeiros, inclusive Maria Teresa Horta. A organização é de Mayara R. Guimarães e Luis Maffei.
Este é o começo da coleção Extratextos, que homenageará grandes nomes da literatura brasileira e universal.
LANÇAMENTO RIO DE JANEIRO E SÃO PAULO
 Rio de Janeiro: dia 19/12, quarta-feira, das 18:30 às 22:30
Ateliê Cortiço, Rua Buenos Aires, 282, Centro
– Presença de autores
– Leitura de textos do livro e de Clarice com a atriz Juliana Xavier
– Música ao vivo com o saxofonista Daniel Santos
São Paulo: dia 20/12, quinta-feira, das 18:30 às 22:00
Centro Cultural b_arco, Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, Vila Madalena
– Presença de autores
– Leitura de textos do livro e de Clarice com os atores Júlia Perucci e Osvaldo Romano
– Música ao vivo 
Extratextos 1 – Clarice Lispector, personagens reescritos
Autores: Conceição Evaristo, Evando Nascimento, Godofredo de Oliveira Neto, Hélia Correia, Joseli Ceschim, Luis Maffei, Maria Teresa Horta, Mayara R. Guimarães, Pedro Eiras, Vera Duarte e Vera Giaconi, Silviano Santiago.
Organizado por Luis Maffei e Mayara R. Guimarães
Editora: Oficina Raquel

Deixe um comentário

Arquivado em Lançamento de Livro

Ângelo Machado (Lançamento do Livro “O Livro do Pé") em Belo Horizonte

A Fundação Municipal de Cultura realiza, na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (BPIJ), dia 6 de outubro, às 11h, o lançamento de “O livro do pé” de Ângelo Machado com ilustrações de Flávio Fargas. O livro, publicado pela editora Lê, fala sobre a questão das diferenças, tendo como ponto de partida o formato dos pés dos animais. 
Desde agosto, Machado ocupa a cadeira de número 26 da Academia Mineira de Letras, sendo o mais novo imortal eleito pela Casa. Já foi professor de neuroanatomia e zoologia da Unversidade Federal de Minas Gerais e tem em seu currículo mais de 30 livros publicados. 
Flávio Fargas é ilustrador de livros infantis, graduado em Desenho pela UFMG. Seu primeiro trabalho para o livro “Poemares”, de José de Castro, foi selecionado para a Bienal Internacional de Ilustração Infantil de Bratislava na Eslováquia em 2007. Desde então, já trabalhou em outros 34 livros. 
Biblioteca Pública Infantil e Juvenil 
Rua Carangola, 288, Santo Antônio 
Entrada gratuita 
Informações: (31) 3277-8651
Fonte:
BH Cultura – Fundação Municipal de Cultura

Deixe um comentário

Arquivado em Lançamento de Livro

Clevane Pessoa (Lançamento de Lírios sem Delírios)

O livro, de Clevane Pessoa, foi editado pela Editora aBrace, em Montevidéu, Uruguai, que represento aqui em Belo Horizonte-Mg-Brasil. 
Foi lançado nos III Juegos Florales do aBrace, pelos editores, que também o lançaram na Feira do Livro, em Brasília 
A contracapa é de Marco Llobus-poeta e editor, da Rede catitu de Cultura, em Belo Horizonte, MG-Brasil, a cujo texto intitulou “Biografando uma borboleta”, onde escreve: 
“(…) Uma borboleta que paira sobre os atônitos , e seu encanto reverbera para além do tempo (…) escritora, editora, artista visual, conselheira, mãe e filha- tessitura de seda e bandeira da paz”. 
O poeta e seu editor uruguaio Roberto Bianchi, assim abre o prefácio: 
“Con abierto margen de asombro -producto de su irreverente forma de plantear los textos -leemos ese libro de Clevane Pessoa .(…) .Ningun tema se le niega o se le oculta, el deseo, el tiempo ido, los hilos de las formas, que tan bien consigue asociar con sus dibujos alegóricos que aconpañan los textos.”(…) 
E Nina Reis, a outra diretora do aBrace , poeta e antologista de consistência, assim apresenta a autora e seu feitio poético : 
“Não esquivar, não disfarçar, não ocultar”.(..)Clevane Pessoa, uma mulher plural feminino, indiscutivelmente uma intérprete dos sentimentos ,porta aberta e solidária, e ademais incentivadora dos jovens que incursionam no mundo das letras e das artes” (…) 
“No código das palavras ditas ou das caladas 
a verdade do Outro, as suas mentiras, 
e até mesmo nossos próprios intentos, 
nossas verdadeiras motivações ! “(…) 
(Clevane Pessoa, in Incoerências e Contrastes) 

1 comentário

Arquivado em Lançamento de Livro, Minas Gerais

Clevane Pessoa (Lançamento do Livro “Centaura”)

Centaura é um livro em papel reciclado, com capa de Alessandro Pessoa (Allez Pessoa), baixista da banda Tancredos, filho da autora, Clevane Pessoa.
A editoria é de Sandra Veroneze, da editora Pragmatha -Porto Alegre/RS, que escreve uma das orelhas (“Clevane faz poesia como quem joga pétalas ao vento (…) também faz poesia como quem desembainha a espada”, acentua ).
O físico, poeta e contista Marco Aurélio Lisboa, responde pela outra (“Nordestina morando em Minas, tem a fibra do algodão de Seridó, famosa por sua excelência. Quem já conhece de perto, sabe de sua coragem para enfrentar a adversidade e de sua tenacidade na luta pelas causas mais justas“, observa Marco Aurélio).. 
O prefácio é de Dimythryus, poeta paulistano premiado no Brasil e no Exterior, que conclui: “O leitor terá a sensação de estar entrando numa cela onde o medo e a insegurança humana parecem revelar-se em poemas que se revelam numa espécie de diário. Uma vez aberta a porta, por favor, não se esqueça de fechá-la (…).
Jaak Bosmans, apresenta livro e Clevane Pessoa “ Poesia de tanta solidão, percorre alegre seus dias nos símbolos mágicos da Psique e nos reflete sua “pessoa” como Clevane, de uma sempre paz além do que possa ser contrário de qualquer guerra“(…). 
Na contracapa, o prolífero escritor Thiago de Menezes faz um levantamento histórico de suas vidas, lembrando amigas comuns, quais a pintora Sinhá D’Amora , e Odette Coppos, poeta, historiadora e ensaísta, que dirigiu museus e cujo titulo está na terra dele, Itapira, SP.
Clevane manteve correspondência com ambas no tempo em que militou na imprensa de Juiz de Fora, na Gazeta Comercial.Thiago de Menezes diz:”Gosto particularmente deste título (Centaura), porque acho fascinante a riqueza de simbolismo contida no personagem que representa o centauro imortal sábio, músico, profeta, médico e professor de mitologia grega”(…) E continua:“Clevane, poetisa centaura, representa a união de várias forças em sua escrita: a razão, o instinto, a espiritualidade, a busca da imortalidade, as dualidades humanas”(…) 
Em CENTAURA- o primeiro de uma trilogia- Clevane Pessoa transita com liberdade e saber, por vários gêneros poéticos. E sobre a Centaura, de forma lancinante, a condição de sua protagonista 
Em volta dela, uma aura verde 
mostra mil anos 
de solidão” 
LAL 
Fonte:
Clevane Pessoa

Deixe um comentário

Arquivado em Belo Horizonte, Lançamento de Livro

Norália de Mello Castro (Lançamento de “Realidade e sonhos”, neste sábado, 29 de setembro)

Com uma superfície aparentemente calma, Norália desenvolve o Caos permeado por romance e poesia. São devaneios e eloquentes discursos que jorram vivacidade e, por que não dizer, interatividade com o leitor. Muitos poderão se indagar ou se perder no caminho e não saber mais o que é ficção e o que é realidade. E de quem é esta realidade, será da escritora, ou minha? 
Isto não mais importa, à luz do luar, banhados pela sonata, há tempo, muito tempo para pensar, sentir e meditar. Afinal, é este último o intermédio deste universo externo e material para dimensões oníricas, da psique e do espírito.
No começo do romance a autora escreveu:
A Inspiração

A música entra na sala e alcança além dos limites. Fico centrada no vídeo que vai mostrando a Lua. Mais e mais me deixo envolver pela música e fotos. A Lua é mostrada em todo o seu esplendor em centenas de cantões da Terra. Um passeio por montanhas e planícies, lagos e rios, mares e desertos, todos a se integrarem para mais uma fotografia. Ao fundo, a música vem suavemente, poderosamente, num crescente de acordes e sons, e a Sonata ao Luar se faz inteira. Os olhos não se desprendem, envolvidos e cobertos pelos sons em reverência: ali está o recado da mensagem: “a lua inspira devaneios ou sonhos que é a luz do pensamento”(1), aquela luz que movimenta a mente para além dela mesma, tal a sua potência. Embebida pela lua, música e fotos, permaneço em transe por longo tempo. E, agora, passada a emoção vinda de surpresa, numa tarde de verão, coloco no papel devaneios, ou sonhos.

E assim nasceu Realidade e Sonhos

La rêverie est le clair de lune de la pensée. Jules Renard, poeta francês do século XIX.
———————
Comentários sobre o livro Realidade e sonhos
Marco Llobus, editor, disse: 
“Norália é uma escritora que apresenta nuances originais, povoando neste livro vários gêneros literários”. Gêneros estes que são interligados por uma história humana, ficcional, sobre duas irmãs, passada numa pequena cidade interiorana.
“O livro Realidade e Sonhos é como uma colcha de retalhos, mas não só com diferentes estampas e tecidos, é como se a autora tivesse trabalhado com sementes, conchas, penas, pedras e outros tesouros corriqueiros e cotidianos que tornaram este livro uma majestosa obra de arte”, escreveu Karine Souza, colaboradora da Editora Catitu.
Fonte:
A Autora

Deixe um comentário

Arquivado em Belo Horizonte, Lançamento de Livro

Alcéa Romano, Désio Cafiero, Clevane Pessoa e Norália de Mello Castro (Lançamento de Livros dia 29 de setembro)

Alcéa Romano – Mineira de Morro do Ferro / MG, morou em Oliveira e aos 17 anos mudou-se para Belo Horizonte. Trabalhou na área de comunicação, em agência de publicidade, empresas, rádio e televisão. Formada em Comunicação Visual e Gestão de Pessoas. 
Os poemas de Alcéa Romano falam de uma pureza deixada de lado. Sua poiesis resgata a inocência do desejo leal, deixando-nos surpresos a voar com seu homem de asas, anjo ou ser comum com quem nos identificamos. Alcéa Romano está no meio do “redemoinho” de Guimarães Rosa, a movimentar palavras sem medo de vibrar, de verter Vida. A poeta tinge de cor profunda os estágios o(vários) da mulher em busca – indo da criança à adulta fase por meio de aliterações e expressões prazerosas, plenas do necessário encantamento, a pincelar de ternura o existir.“ 
(Rogério Zola Santiago, Mestre em Crítica pela Indiana University, USA) 
Contato: alcearomano@gmail.com> 
Désio Cafiero – Désio Cafiero Filho, reside em Raposos, grande BH, também região das minas. É fiscal e Consultor Ambiental . Publicou textos na Estalo, a Revista e ” Garimpando Emoções… É inspirado nessa região minerária em que vivemos. Mas, trata-se do bom garimpo: ao invés de degradar o solo, a água e a vegetação; massageia a alma, o ego, o coração…” 
o poeta, apaixonado,não fica pejado de colocar a nu sentimentos atonados, conforme faz nesses belíssimos versos:”Vã ilusão, malgrado sonho/ até quando deverei perder-me nos descaminhos/sangrar os pés, sufocar anseios/resgatar pesados ônus de um passado, talvez?”….(Clevane Pessoa) 
Contato: desiocaf@yahoo.com.br 
Clevane Pessoa – Clevane Pessoa de Araújo Lopes, escritora e poeta, psicóloga e desenhista, lança seus dois mais recentes livros, Centaura (Editora Pragtmatha-RS) e Lírios sem Delírios (Editora aBrace, Montevidéu/Uruguai) . Premiada no Brasil e no Exterior, iniciou-se na Literatura nos Anos 60, em Juiz de Fora, onde militou na imprensa. Transita livremente por todos os gêneros literários. A autora possui vinte e dois e-books, participa de mais de cem antologias e coletâneas, nacionais e estrangeiras, por premiação, cooperativismo ou a convite. Também é co-autora do compêndio “Adolescência, Aspectos Clínicos e Psicossociais”, dos Drs Maria da Conceição de Oliveira e Ronald Pagnocelli (Editora ArtMed-Porto Alegre, RS ) nos capítulos de Homossexualidade e Sexualidade na Adolescência. Escreve e desenha desde a infância. A capa de Centaura traz desenho de seu filho Allez Pessoa .Vem prefaciando , posfaciando e escrevendo orelhas de vários livros, bem como sendo membro de júri em concursos literários. Resume assim sua trajetória: “Vim ao mundo dizer coisas/ /muito mais do que fazer./Mas como faço!…” No momento trabalha em dois livros: um de entrevistas e outro, romance que vem burilando há algum tempo. 
Contato: hana.haruko2@gmail.com 
Norália de Mello Castro – Mineira de Belo Horizonte, reside atualmente na cidade de Brumadinho/MG, é assistente social aposentada e sempre gostou de escrever e engavetar seus textos até publicar o primeiro Livro, “Rede de Pescador”, prêmio do Clube do Livro de 1987. Isto foi um grande estímulo para que outros livros fossem publicados como “Passos da Eternidade” e outros contos, (prêmio Gralha Azul de Curitiba em 1987); “Fios de Prata”, ou a história do Medalhão Azul, romance, menção honrosa no concurso Cidade de Belo Horizonte 1988; “Apenas Viva” (contos e crônicas/ Scortesse/REBRA (2010); participação na antologia Novos Contistas Mineiros, de 1988, antologia Show de Talentos em Prosa e Verso, (REBRA de 2010). É associada da Rede de Escritoras Brasileiras – REBRA desde 2009, e colabora com a revista VARAL DO BRASIL, de Genebra, e participou da antologia Varal Antológico 2 (2012).Prêmio da ABRAMES/RJ – 2011, 1º em conto e 2º em poesia. No prelo tem MOVIMENTOS, poesias. Em elaboração, seu quarto romance. Agora lança o romance “Realidade e Sonhos”, com algumas ilustrações em desenho a nanquim, da artista plástica Iara Abreu . 
Contato: namello@yahoo.com.b 
Fonte:
Clevane Pessoa. 

Deixe um comentário

Arquivado em Belo Horizonte, Lançamento de Livro

Alvaro Posselt (Lançamento do Livro “Tão breve quanto o agora”)

Tão breve quanto o agora é um livro composto de 59 poemínimos, todos com 3 versos cada. Não se trata de haicai tradicional, pois a maioria privilegia o humor, a metalinguagem e o lúdico. Algumas características da poesia são bem marcantes, como a rima, principalmente, a aliteração e assonância, a métrica e o ritmo.

Esta vida é um mistério
Perto da maternidade
também tem um cemitério

A gramática não ficou de fora, já que o autor é professor de português.

a letra A tremeu na base
ao topar com outro A
teve uma crÀse

Os poemas brincam com as situações do cotidiano e exploram a brevidade, a impermanência das coisas.

A vida é um flash
entre quem está parado
e quem se mexe

LOCAL DO LANÇAMENTO:
Paço da Liberdade
Praça Generoso Marques, 189 – Centro
Curitiba/PR
Dia 06 de outubro, sábado, a partir das 10h30mim da manhã.

Fonte:
O Autor

Deixe um comentário

Arquivado em Estante de Livros, Lançamento de Livro