Arquivo da categoria: Trova Brasil

José Feldman (Trova Brasil n. 14 – out. 2013) A. A. de Assis

Lançamento da Trova Brasil n. 14, outubro de 2013, com o mestre paranaense A. A. de Assis (Antonio Augusto de Assis), de Maringá.


Cerca de 500 trovas. Trovas em imagens. Biografia em suas 86 páginas.

Acesse o livreto e leia-o em: 
Se desejar fazer o download do e-book (em pdf, cerca de 8 mega), clique sobre Share, abaixo do livro no link acima, e escolha a opção download.
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Lançamento, Trova Brasil

José Feldman (Trova Brasil n.13) Therezinha Dieguez Brisolla

Lançado mais um número da Trova Brasil. Agora homenageando a magnífica trovadora paulista, Therezinha Dieguez Brisolla.

São 50 páginas, com 267 trovas de sua autoria.

Faça o download AQUI

Abaixo algumas trovas desta grande trovadora.

A cabine é o seu reduto
e ao votar, nesta eleição,
você tem por um minuto
o futuro em sua mão!

Antes que feche o envelope
da carta onde eu digo: “Não”
meu coração, a galope,
já foi lhe dar meu perdão!

Ao atender meu apelo,
se a vida se faz ingrata,
chego a sentir o desvelo
com que Deus sempre me trata!

Ao ver que estava em perigo
fechou, a Jane, a matraca…
É que o Tarzã, sempre amigo,
hoje “tava com a macaca”!

Ao vir “de fogo” recua
gritando, após a topada:
– Que faz um poste na rua
às duas da madrugada?!

À pergunta: – Qual andar?
Responde o pinguço, a esmo:
– Onde quiser me levar;
já errei de prédio mesmo!

À solidão eu me oponho,
venço a velhice e a saudade,
se fecho os olhos e sonho…
Minha alma não tem idade!

– Canta mal, essa “coroa”…
– Pois saiba que é minha tia.
– Se a música fosse boa…
– Pois é de minha autoria!

Chega a cantora, que é mestra
no gingado da cintura
e os integrantes da orquestra
nem olham… pra partitura!

Chora de fome o povão!!!
Pro aperto, depois dos censos,
dá o governo a solução:
Distribui milhões… de lenços!

Coitado do homem moderno,
que na terra já reinou…
Hoje é escravo e subalterno
às coisas que ele inventou!

Constrói o amor que se aquieta
nas tramas que a vida tece,
uma passagem secreta
que só quem ama…conhece!

Com teu amor me procuras
e a luz do teu meigo olhar,
estando a casa às escuras,
tem o clarão do luar!

Depois de ti, não me atrevo
as outras, dar camafeus,
pois a figura, em relevo,
sempre tem os traços teus!

“Depois do jantar, o mate”,
diz, ao filho, o anfitrião.
Foge, ao perigo, o mascate.
Foi… sem tomar chimarrão!…

Deu, à sua esposa mística,
que finge chilique e ataque,
uma viagem turística…
E ela já embarcou … pro Iraque!

Diz ao dançar, enfadonha:
– Você sua !!! … O Zebedeu,
Bem caipira e com vergonha,
Diz baixinho : vô sê seu !!!

Diz, já caduco: – Que tédio!…
E a esposa, sempre calminha:
“- Quer jogar dama?” E, do prédio,
ele jogou a velhinha!

Diz “Não” à sogra e à cunhada.
– é astuto e não cai na rede –
“Família, aqui, só a Sagrada
e pregada na parede!”

É a rua da minha infância!
Revejo a casa… ouço o trem…
E cismo, em sonho e à distância,
que ela envelheceu… também!

É mãe de um casal!… e é duro
olhar a cena espantosa:
a filha em pijama escuro!
– O filho… em baby-doll rosa!

Enquanto a floresta queima
pondo a fauna em burburinho,
o passarinho ainda teima
e procura, em vão, seu ninho!

Esposa… Mãe… Professora…
Não se espante se eu disser
que, da Mulher Trovadora,
Deus fez um Anjo Mulher!

Errata: No e-livreto, este quarto verso está escrito Deuz, leia-se Deus.
 
Eu olho a rua e, se o vejo,
a razão já sai de perto.
Fecho a janela… e o desejo
esquece o cadeado aberto!

Eu rezo ao beijar meu santo
mas minha oração, de fato,
não chega ao céu… (não me espanto!).
O meu santo… é o teu retrato!

Gera corrida e surpresa,
notícia mal pontuada:
“A Mulata Globeleza
visita a Serra Pelada”!

Na “guerra” pela conquista
de um bom salário, valentes,
a manicure e o dentista
lutam “com unhas e dentes”!

Nossa memória é um diário
em um cofre… e, na verdade,
do secreto relicário
quem tem a chave é a saudade!

O marido sai a “campo”
-e o pipoqueiro é estourado!…
vendo a esposa com sarampo
e o vizinho empipocado!!!

Pergunta o “maitre”, polido:
(no prato a vespa… tostada!)
– E qual foi o seu pedido?
– O prato da vez passada!

Por meu pranto… por meus ais…
por meu viver infeliz…
sei que saudade é bem mais
do que o dicionário diz!

Que, “da vida ele anda farto”
diz o velho, em ais tristonhos…
No refúgio do seu quarto
mal cabem seus velhos sonhos!

“Se é do próximo, eu já disse
que é pecado”, explica o monge.
“Pecado? Mas, que tolice!
O esposo dela… está longe!”

Suas cartas, quase em tiras,
leio em segredo e me fere,
procurar entre as mentiras,
aquela que diz: – Me espere!

Um banhista, ante os apelos,
tenta salvar o Manduca
agarrando os seus cabelos.
Só que ele usava peruca!

Vendo a fera, fica  “um gelo”…
retira a cruz do pescoço.
Mas, o leão, ante o apelo:
“Só rezo… depois do almoço!”

Deixe um comentário

Arquivado em Trova Brasil, Trovas

José Feldman (Trova Brasil n. 12 – junho de 2013)

Trova Brasil numero 12 possui cerca de 100 trovas de cada trovador:

Carlos Guimarães
Humberto Rodrigues Neto
Marina Bruna
Lilinha Fernandes
Prof. Garcia
João Batista Xavier Oliveira

E ainda. concursos de trovas com inscrições abertas.

Leia em formato livro clicando AQUI

Ou solicite o livreto, em pdf, para pavilhaoliterario@gmail.com

Deixe um comentário

Arquivado em Trova Brasil

José Feldman (Trova Brasil n. 11 – maio)

Mais um numero do Trova Brasil.

Em suas 57 páginas, trovas de
Francisco Pessoa (CE),
Jorge Fregadolli (PR),
Ferdinando Fernandes (PORTUGAL),
Ubiratan Lustosa (PR),
Mara Mellini (RN) e
Sotero Silveira de Souza (MG).
 
Concursos de trovas em andamento.

Leia AQUI
ou 
Faça o download AQUI

Deixe um comentário

Arquivado em Trova Brasil

José Feldman (Trova Brasil – numero 7) Leia ou faça o Download

Trovadora Destaque: Carolina Ramos
Biografia
Entrevista
Trovas

Trovas do Concurso de Trovas da Guanabara – 1965

Concursos de Trovas com inscrições abertas

Leia em
http://issuu.com/wichaska/docs/trova_brasil_numero_7_mar_o_2013_carolina_ramos?mode=window&pageNumber=1

ou

Baixe em
http://issuu.com/wichaska/docs/trova_brasil_numero_7_mar_o_2013_carolina_ramos#download

Deixe um comentário

Arquivado em Estante de Livros, Trova Brasil

José Feldman (Trova Brasil numero 3 – janeiro de 2013)

Publicação do terceiro número do Trova Brasil.

Após os primeiros 2 números (Arlindo Tadeu Hagen/MG e Ercy M. M. de Faria/SP), agora é a vez do Magnífico Trovador Izo Goldman.

Sua biografia e trovas em 12 páginas.
Concursos de trovas em andamento e futuros.

Faça o download AQUI

ou leia no seu monitor AQUI

Deixe um comentário

Arquivado em Lançamento, Trova Brasil