José Bidóia (Criança Modelo – Ser Pioneiro)

CRIANÇA MODELO

Chorando
Cantando
Ou jogando
Bolinha de gude no meio da rua
Batendo peteca
Ninando boneca
Versátil e sapeca
Ela embeleza o mundo
E este a cultua.

Com charme e com graça
No campo ou na praça
Enquanto não passa
Essa idade envolvente
De enlevo e de paz
Ela passa pulando
Ela pula brincando
Ela brinca sonhando
Com doces quimeras
Que o sono desfaz

Ela é igual uma flor
Necessita de amor
Alimento e calor
Pra crescer, pra subir
E se abrir para a vida
Necessita bom ninho
De fieis padrinhos
Chupeta e carinho
Incentivo do pai
E conselhos e beijos
Da mamãe querida

Necessita de mestres
Que eduque, que adestre
De vida campestre
De água fervida
Filtrada ou de fonte
De amigos coerentes
Leais, complacentes
Alegres, prudentes
Que faz verso e prosa
E historias lhe conte

Vive igual sanhaço
E sentindo cansaço
Procura o regaço
Da vovó supimpa
Da ama que ama
Ou da mãe extremosa
Se a vovó esta na cama
Se a ama reclama
E a mamãe não chama
Ela chora sentida
E é lindo seu pranto
Na face mimosa

E lindo são seus braços
Erguidos no espaço
Qual barras de aço
Sustenta a bandeira
Símbolo augusto
De um povo viril…
E são lindas suas mãos
Quando em oração
Ou repartindo o pão
Num gesto altruísta
Com outras crianças
Do imenso Brasil

Assim é a criança
Que brinca e balança
E leva de herança
Pela vida a fora
Saudade e sementes…
Saudade da bola
Saudade da escola
E do moço parola
Que lhe dava abraços
Bombons e presentes

Sementes de flores
Sementes de amores
E as que os professores
Deixaram em suas mãos
Para serem plantadas
Tratadas, colhidas
Semente se abrindo
Com chuva caindo
Qual lábios sorrindo
Sementes de paz, de fé
De progresso
E sementes da vida

Saudade do pé de pitanga
Da polpuda manga
E dos banhos na sanga
Da plumagem linda
E o canto suave
Das aves canoras
Das festas juninas
Das verdes campinas
E do bloco da esquina
Em vibrantes cirandas
Nas tardes sonoras

A toda criança
Que brinca e balança
Divina esperança
De um mundo de paz
De fartura e de amor…
Minha prece vibrante
Meu apelo constante
Pra que viva e que cante
Mas sem prescindir
Na bondade infinita
De nosso Senhor.

SER PIONEIRO

Pioneiro desbravador
É aquele da floresta
Faz a casa com amor
E do amor berço de festa.

Ser pioneiro é testar os ideais,
É conseguir a busca de algo mais,
Por terras “nunca dantes” desbravadas,
Muitas vezes só de mochila às costas
Acordando caprichosas respostas
Do regaço de sonhos sem pecados.

Ser pioneiro é ser valente,
É polir diamantes brutos,
É acreditar na semente
Tendo esperança nos frutos.

Ser pioneiro é colocar fé nos passos,
Respeitando vitórias e fracassos
A tudo dando divinais valores,
É unir parentes, amigos, vizinhos…
Pelas trilhas do amor que são caminhos
Acarpetados com ternura e flores.

Quer ser feliz duplamente?
Siga do pioneiro o exemplo
Que faz da fé na semente
Seu pão, seu lar e seu templo.

Quando o pioneiro desmata,
Deus, de cima, lavra em ata
No seu livro de sucesso,
Por saber que ele só faz
Pensando na luz, na paz…
E no bendito progresso.

Parabéns para os pioneiros
De todas as latitudes,
De peões a fazendeiros,
Por tão sagradas virtudes.

====================
Sobre o Autor:
JOSÉ BIDÓIA
ACADEMIA DE LETRAS DE MARINGÁ
CADEIRA Nº.40 – PATRONO: VINICIUS DE MORAES
Agropecuarista, compositor, conhecido como “O poeta das estradas”.
Nasceu em Penápolis-SP, no dia 09 de janeiro de 1930. Autor de “Amenidades”; “Gotas de luz” “Fascínio”; “Devaneios” e “Rimas badaladas”.
===================
Fonte:
Academia de Letras de Maringá
http://www.afacci.com.br/
Anúncios

2 Comentários

Arquivado em O poeta no papel

2 Respostas para “José Bidóia (Criança Modelo – Ser Pioneiro)

  1. Olá, recebi essa mensagem e não consegui responder à remetente, pois o e-mail de contato está incorreto… vitoria bidoia vitoria_bdoia@hotmail.com18/10/2009 11:39 – vitoria bidoia (não autenticado*)meu tio josé bidoia escreve poeta gostaria de aprender poisestou querendo aprender a fazer livros como o meu tio faz maso livro que eu to falando é de historias para crianças . memantenho informada pois quero aprender bjs(*) usuários não autenticados são aqueles que não se identificaramno site através de login e senha.Se puder me ajudar, agradeço.Atenciosamente,Valdeck Almeida de JesusEscritor, Poeta e Jornalistawww.galinhapulando.comE-mail valdeck2007@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s