Arquivo da categoria: Pedro Leopoldo

Wagner Marques Lopes (Esgrima da Trova Contra A Dengue)

Lata e vidro a céu aberto…
Tempo de chuva que vem:
Triste cenário!… por certo,
Algo que à dengue convém!

São criatórios – mais nada –
Donde a dengue tem partida:
Caixa  dágua destampada
E uma piscina esquecida.

Escolha o destino exato
Para os  montes de sucata;
Ou a dengue, sem recato,
Vem até nós…  e nos mata!

Aquele que sempre joga
O lixo em qualquer lugar
É o desleixado que roga:
“ – Venha, dengue, me atacar!”.

Saneando nossas casas,
Sem lixo na vizinhança,
Mosquito não cria asas,
A dengue jamais avança.

Sucata empoçando chuvas –
à dengue, bom ambiente,
onde ela cresce… E põe luvas
para atacar muita gente!

Fonte:
O Autor
Imagem =montagem por José Feldman com imagens obtidas na internet
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Minas Gerais, Pedro Leopoldo, Trovas

Trova 249 – Wagner Marques Lopes (MG) (Trova da rãzinha brincalhona)

Imagem: Juventude Esperantista da Noruega

Deixe um comentário

Arquivado em Minas Gerais, Pedro Leopoldo, Trovas

Trova Ecológica 87 – Wagner Marques Lopes (Pedro Leopoldo/MG)

Deixe um comentário

3 de fevereiro de 2013 · 19:40

Trova 242 – Wagner Marques Lopes (MG)

Montagem da trova com animação por José Feldman, com imagem obtida em ciencias.seed.pr.gov.br, enviada pelo trovador.

Deixe um comentário

Arquivado em Minas Gerais, Pedro Leopoldo, Trova, Trovas

Trova Ecológica 86 – Wagner Marques Lopes (MG)

Deixe um comentário

5 de janeiro de 2013 · 22:23

Wagner Marques Lopes/MG (Trovas-Tributo à Mata da Serra do Cipó)

                                  Foto Jornal Hoje em Dia, 11.10.12

Durante a semana, a mata do Parque Nacional da Serra do Cipó, nas proximidades de Pedro Leopoldo, riquíssima por sua biodiversidade, foi alvo de um incêndio, supostamente de origem criminosa. Avaliou-se uma perda de 1/6 da área, correspondente a 500 estádios de futebol. Um rapaz da região, que disse conhecer cada cantinho da mata, exclamou, desolado: “Queimaram parte de mim”.


Incêndio feroz, ranzinza,
impiedoso, sem dó.
E faz muito verde em cinza,
lá na Serra do Cipó.

Ante o fogo violento,
em rodopios sem fim,
diz um moço, em seu lamento:
“ – Queimaram parte de mim!…”
Quem provocou a queimada?…
Algum tresloucado ser?…
A vida, em longa jornada,
buscará reverdecer!…

Deixe um comentário

Arquivado em Minas Gerais, Pedro Leopoldo, Trovas