Arquivo da categoria: trova-legenda

Eliana Jimenez (Trova-Legenda: Mundo nas Mãos)

Um dia, filho, verás,
e eu também, se vivo for,
o mundo inteirinho em paz,
na grande festa do amor!
A. A. de Assis – Maringá/PR


Estendam as mãos, amigos,
mantendo o mundo seguro.
Dos jovens e dos antigos
depende o nosso futuro!
Agostinho Rodrigues – Campos/RJ


Quando o homem acatar
o que a lei de Deus prescreve,
os povos vão-se acertar
e o mundo será mais leve!
Alberto Paco – Maringá/PR

La Tierra toda en mis manos…
la acaricio y la sostengo
porque la habitan hermanos
por los que respeto tengo.
Alicia Borgogno – Santa Fe/Argentina

Como se fosse um lampejo…
fazendo a Terra girar,
nas mãos, a Esperança eu vejo…
o que elas podem nos dar!
Ana Maria Guerrize Gouveia – Santos/SP

Juntemos as nossas mãos
para elevar nossa Terra,
que também é dos irmãos
com maravilhas que encerra!
Amilton M. Monteiro – S. José dos Campos/SP

Con el mundo en nuestras manos
tanto clamor y esperanza
siempre unidos como  hermanos
cielo y amor nos alcanza.
Anahi Duzevich Bezoz – Argentina

Con el mundo en nuestras manos
orando por paz y amor,
seríamos siempre hermanos
y el universo mejor
Ángela Desirée Palacios – Venezuela

São as mãos do mundo inteiro
que, numa união fraternal,
formam sustento altaneiro
para a paz universal!
Angelica Villela Santos – Taubaté/SP

As nossas buscas eternas
pelo fim de tantos ais,
hão de vir por mãos fraternas
tão diversas, tão iguais.
Antonio Juraci Siqueira – Belém/PA

Terra, mãe nas mãos dos filhos,
gesto por demais bonito;
mas se andássemos nos trilhos,
se ouviriam menos grito…
Antonio Cabral Filho – Jacarepaguá/RJ

Nosso Deus, pai verdadeiro,
que nos fez, todos irmãos,
o seu mundo, tão maneiro,
pôs inteiro em nossas mãos.
Ari Santos de Campos – Itajaí/SC

Quando chegar os extremos
de todos serem irmãos
com certeza então teremos
o planeta em nossas mãos.
Ary Viotti – Belo Horizonte/MG

Com suas mãos espalmadas,
num gesto humano e profundo,
pessoas compromissadas
querem salvar nosso mundo !
Colavite Filho – Santos/SP

O mundo está em nossas mãos” :
eis a ideia a refletir …
Porém, são somente os sãos
que conseguem assumir !
Cristina Cacossi – Bragança Paulista./SP

Mãos que se irmanam nas lidas,
dos irmãos sanando os ais,
embora não parecidas,
pelo amor tornam-se iguais.
Dáguima Verônica – Santa Juliana/MG

Na imensidão dos espaços
o nosso planeta azul
é amparado pelos braços
dos anjos de norte a sul.
Dalva de Araujo – Santos/SP

As tuas ações repensa,
atende a esse SOS,
que o futuro é a recompensa
e o Planeta te agradece!…
Darly O. Barros – São Paulo/SP

É  com as mãos da  poesia
e um amor grande e profundo,
que  os  poetas, hoje, em  dia,
embelezam  mais  o  mundo!
Delcy Canalles – Porto Alegre/RS

All hands in harmony
that´s the best way to be.
The future won´t be a fantasy
if you hold the world with me.
Davie Rogers – California/EUA

Sendo unidos, todos nós,
podemos salvar  o mundo.
Vamos juntar-nos e, após,
nenhum prazer mais profundo!
Diamantino Ferreira – Campos/RJ

Se a Terra quer ser Estrela,
se está a  fim de outro destino,
é inútil  tentar detê-la…
Que encare o seu desatino!
Dorothy Jansson Moretti – Sorocaba/SP

De nossa firme aliança
depende a preservação
do mundo, que é nossa herança,
à próxima geração.
Eliana Jimenez – Balneário Camboriú/SC

Sendo azul, vista do espaço,
a Terra muda de cor
se a força do nosso braço
lhe instila o verde do amor.
Elisabete Aguiar – Mangualde/Portugal

Queres salvar as florestas
do furor da motosserra?
Juntas tuas mãos a estas
na defesa da mãe terra!
Francisco José Pessoa – Fortaleza/CE

Tantas mãos movendo o mundo
por interesse, ambição,
mas não vejo o nosso mundo
movido a um coração.
Geraldo Trombin – Americana/SP

Vamos buscar união,
paz, amor, fraternidade,
sem encolher nossa mão
ao querer felicidade.
Gilson Faustino Maia – Petrópolis-RJ

Vejam só, caros irmãos,
podemos, com nosso verso,
ter o mundo em nossas mãos,
iluminando o Universo!
Gislaine Canales – Balneário Camboriú/SC

Que bom seria se a Terra
estivesse em boas mãos,
liberta de qualquer guerra,
seriam todos irmãos!
Glória Tabet Marson – S. J. dos Campos/ SP

Quisera que sempre houvesse
nas mãos que dominam o mundo,
a força que o amor exerce
num viver livre e fecundo.
Haroldo Lyra – Fortaleza/CE

Unem-se povos irmãos
num gesto nobre e fecundo,
cuja corrente de mãos
faz-se o suporte do Mundo!
Heloísa Zanconato – Juiz de Fora/MG

A nossa vida vivemos
plena de desejos vãos
até saber: não podemos
ter o mundo em nossas mãos.
Janske Niemann – Curitiba/PR

Mãos erguidas, força unida,
no simbolismo que encerra:
a conservação da vida,
na preservação da Terra.
Jessé Nascimento – Angra dos Reis / RJ

O mundo nas mãos de poucos
é interesse de quem manda,
na pena de ouvidos moucos,
ditar justiça nefanda !
João Batista Xavier Oliveira – Bauru/SP

Quantos sonhos nascem vãos,
se, em nosso mundo, ao invés
de usarmos também as mãos,
usarmos somente os pés…
José Fabiano – Belo Horizonte/MG

Rogo a Deus todos os dias:
– Dê a este mundo mais amor!
dispa nossas fantasias…
mãos unidas em Louvor!
José Feldman – Maringá/PR

O progresso deste mundo
da mão dos jovens depende.
Para que seja fecundo
requer um trabalho ingente.
José Kalil Salles – Barbacena-MG

Vamos lutar como irmãos,
porque, num plano fecundo,
quem tem o mundo nas mãos
domina o peso do mundo.
José Lucas de Barros – Natal/RN

Na esperança do melhor
nossas mãos movem o mundo.
O fruto de seu lavor
conheceu o chão fecundo.
José Marins – Curitiba/PR

Se todas as mãos se unissem,
num esforço mais profundo,
talvez até conseguissem
dotar de equilíbrio o Mundo…
José Ouverney – Pindamonhangaba/SP

Un mundo entre nuestras manos
es un regalo de Dios
para sentirnos hermanos
y caminar de él en pos.
Libia Beatriz Carciofetti – Argentina

Cuantas manos presurosas
Trabajan por tu rescate
Con ideas milagrosas
Te sueñan… Mundo en combate!!
Livia Josefina Herize – Venezuela

Este mundo gira, gira!
Gira tanto, tão veloz!
Ele gira ou é mentira?
Pois quem gira, somos nós!
Lisete Johnson – Porto Alegre/RS

Cuidado, Terra, essas mãos
que parecem sustentá-la
com pulsos fortes e sãos,
conseguirão preservá-la?
Lóla Prata – Bragança Paulista/SP

Un mundo de sombra y sueños
para quererlo en un verso
siempre seremos sus dueños
mis manos al universo.
Luis Alfredo Rivas Mazzei – Venezuela

Todas las manos unidas
Sosteniendo la utopía.
Con esperanzas fallidas
Salva al mundo la poesía.
Maria Cristina Fervier – Argentina

As pessoas podem crer
que em cada gesto profundo,
as suas  mãos hão de ser
sustentáculo  do mundo!
Maryland Faillace – Santos/SP

Quem pensa em ganhar o mundo
com certeza se escraviza,
mas se o toca amor profundo,
tudo se relativiza.
Marina Valente – Bragança Paulista/SP

Mãos sábias sempre sustentam
a Terra que nos abriga
e jamais elas se ausentam
para que a Vida… prossiga!
Mercedes Lisbôa Sutilo – Santos/SP

Mãos que sustentam o mundo,
mãos recheadas de amor…
plantam o saber fecundo
são as mãos do professor!
Myrthes Masiero – São José dos Campos/SP

Quem ampara a ecologia,
que abastece a nossa mesa,
enaltece o que Deus cria
e respeita a natureza!
Nei Garcez – Curitiba/PR

Vejo belas mãos erguendo,
Para o alto, o meu Brasil,
São jovens enaltecendo
Esta terra cor de anil.
 Olga Maria Dias Ferreira – Pelotas/ RS

Simbolizam essas mãos
que buscam erguer a Terra
um movimento de irmãos
pela paz e contra a guerra.
Olympio Coutinho – Belo Horizonte/MG

Não me faça mais perguntas,
erro assim, não mais cometa…
Talvez, só nossas mãos juntas
possam salvar o planeta!
Prof. Garcia – Caicó/RN

Movidas pela utopia
da União, que o gesto encerra,
nossas mãos, em sintonia,
erguem o planeta Terra!
Renato Alves – Rio de Janeiro/RJ

“Vamos todos nos unir! “
é um lema de cristãos,
devendo a paz garantir:
ela está em nossas mãos.
Ruth Farah Nacif Lutterback – Cantagalo/RJ

Para que tenhamos Paz
em seu sentido profundo,
devem ser firmes, leais
as mãos que tecem o Mundo !…
Sônia Ditzel Martelo – Ponta Grossa/PR

Tudo o que ferir a Terra
ferirá também a ti.
Pois o que acerta e o que erra
relacionam-se entre si.
Sonia Lodi Ferle – Santos/SP

Salvem, meninos, a Terra
se não nossa Casa tomba,
que enquanto evita-se a guerra
O Cristo segura a Bomba.
Thalma Tavares – São Simão/SP

Bela legenda a se olhar,
que nos dá… esperança irmãos:
Ver os jovens a amparar
o mundo nas suas mãos.
Vanda Alves da Silva – Curitiba/PR

Antes que nossa atitude
maiores males cometa,
Deus convoca a juventude:
– Protejam esse planeta!
Vanda Fagundes Queiroz – Curitiba/PR

Se da bola tirar paz
num golpe de fantasia,
tanta mão será capaz
de nos dar mais alegria.
Victor Batista – Barreiro/Portugal

O homem de bem ampara
a Terra – mundo bonito –
sabendo que é joia rara
entre as joias do Infinito!
Wagner Marques Lopes – Pedro Leopoldo/MG

Mulheres, que o amor fecundo
faz sublimar seu pendor,
são “mãos que embalam o mundo,”
independentes de cor.
Wandira Fagundes Queiroz – Curitiba/PR

Fonte:
http://poesiaemtrovas.blogspot.com

Deixe um comentário

Arquivado em trova-legenda, Trovas

Eliana Jimenez (Trova-Legenda: Namorados na Chuva)

Pela suprema alegria
de tê-la em meu colo e ao lado,
dia e noite, noite e dia,
digo aos céus: – Muito obrigado!
A. A. de Assis – Maringá/PR

Felizes e sorridentes,
Trocando carinho e agrado,
De tanto que estão contentes
Não vêem mais nada ao lado.
Agostinho Rodrigues – Campos/RJ

A chuva encharcando o chão,
não atrapalha meus passos,
porque é grande a emoção
de carregar-te em meus braços!
Alberto Paco – Maringá/PR

Da lida esqueço os cansaços,
supero qualquer revés;
tendo você nos meus braços,
nem sinto o mundo aos meus pés!
Antonio Juraci Siqueira – Belém/PA

Eu desconheço o valor
maior que a “felicidade”.
É Deus em forma de amor
mostrando sua igualdade.
Ari Santos de Campos – Itajaí/SC

Esta paixão indomável
de emoções tão incontidas
é uma força incontrolável
que controla nossas vidas.
Arlindo Tadeu Hagen – Belo Horizonte/MG
Diz-me o bom Deus: “Não abusa!”,
mas, como gosta de mim,
coloca em meu colo a musa
mais bela do seu jardim.
Bruno P. Torres – Niterói/RJ
Vão juntinhos…sem desgosto
nem guarda-chuva, na calma…
– não sente a chuva no rosto,
quem leva o sol dentro da alma!
Carolina Ramos – Santos/SP

Eu perco o chão dos meus pés
num rodopio em teus braços!…
Em degradê ou viés
o amor vai tecendo laços.
Dáguima Verônica – Santa Juliana/MG

Que a todos o amor sorria
e, por esse bem guiados,
seja ampliada a magia
do Dia dos Namorados!
Darly O. Barros – São Paulo/SP
Sou, com você em meus braços
um rei expondo um lauréu.
Parece que em meu regaço,
conquistaremos o céu!
Dilva Moraes – Nova Friburgo/RJ

Que a imensa felicidade
que enlaça tão bem nós dois,
seja sempre realidade
hoje… amanhã… e depois!
Dorothy Jansson Moretti – Sorocaba/SP

Um casal apaixonado
faz da vida um carrossel
de emoções, desgovernado,
rodopiando rumo ao céu.
Eliana Jimenez – Balneário Camboriú/SC
Para o homem subir na vida
e manter firmes seus passos,
mais leve fica a subida
tendo a mulher nos seus braços!
Francisco José Pessoa – Fortaleza/CE

Nos lábios, sorriso infindo;
nas mãos, o seu corpo doce…
Desejo sempre bem-vindo,
que para sempre assim fosse!
Geraldo Trombin – Americana/SP

Sob forte chuva que cai,
ele, com um lindo olhar,
e um sorriso que me atrai,
faz convite para amar.
Glória Tabet Marson – S. J. dos Campos/ SP

Cai a chuva sobre a terra
em queda fenomenal;
quanta alegria que encerra
até banhando o casal.
Haroldo Lyra – Fortaleza/CE

Teu corpo leve em meus braços
levo à chuva, tão airosa,
para sentir nos meus passos
a ternura de uma rosa!
João Batista Xavier Oliveira – Bauru/SP

Não teriam nossos traços?
Não seriam como nós?
Eu te levando em meus braços
e te dizendo: – Enfim sós!
José Fabiano – Belo Horizonte/MG

Siga arreciando la lluvia
mientras los dos nos amamos
que aunque por fuera diluvia
por dentro nos calentamos.
Libia Beatriz Carciofetti – Argentina

Naquela serra subimos
com nuvens negras formando;
cada momento curtimos…
na chuva rodopiando.
Maria Conceição de Paula (Conceitita)/SP

O calor de uma paixão
nem chuva fria arrefece,
e o ardor do coração
num arroubo transparece.
Marina Valente – Bragança Paulista/SP

Chuva fina acaricia,
nos acolhe com amor
e nos cobre de energia
dando-nos maior vigor.
Mifori –  São José dos Campos/SP

Dois jovens enamorados,
felizes por se encontrar…
Abraçados e ensopados,
sem com a chuva se importar!
Myrthes Masiero – Atibaia/SP

Na chuva tão perfumada,
me aconchego nos teus braços,
sou feliz por ser amada,
sem a pressa dos teus passos.
Nadir Giovanelli – São José dos Campos /SP

Com você sempre extrapolo
minha alegria e emoção:
– Cada momento em seu colo
põe-me em festa o coração!
Neiva de Souza Fernandes – Campos/RJ
Nos braços do seu amor,
loucamente apaixonada,
ela sente o seu calor
mesmo sob a chuvarada!
Nemésio Prata – Fortaleza/CE

Ao ver a chuva cair,
de manso, sobre nós dois,
sinto minha alma sorrir,
num presente sem depois…
Olga Maria Dias Ferreira – Pelotas/RS

Quem faz do amor, sonho amigo,
na vida não tem fracassos
e leva sempre consigo
o amigo sonho em seus braços!
Prof. Garcia – Caicó/RN

Ontem levei-te em meus braços
aos ardores da paixão!…
E hoje levo meus cansaços
à paz do teu coração.
Thalma Tavares – São Simão/SP

Quando em seus braços me enlaça,
nessas chuvas tropicais,
nosso amor ganha mais graça…
enfrentando os temporais.
Vanda Alves da Silva – Curitiba/PR
Chuva a molhar nosso riso,
riso feliz e molhado…
qualquer tempo é paraíso,
quando o amor é partilhado.
Vanda Fagundes Queiroz – Curitiba/PR

Se a tristeza está no ar
e a saudade se aproxima,
nosso amor mais a brilhar
faz rolar um outro clima.
Wagner Marques Lopes – Pedro Leopoldo/MG


Fonte:

Deixe um comentário

Arquivado em trova-legenda, Trovas

Eliana Jimenez (Trova-Legenda: Cantando na Chuva)

Venha, amor, vamos dançar
em meio à chuva, ao relento…
Sem medo, vamos deixar
que às nuvens nos leve o vento!
A. A. de Assis – Maringá/PR

Cantando com coração
na chuva bem extremoso,
chamejo com emoção,
meu feliz bailar formoso.
Agostinho Rodrigues – Campos/RJ

Cantando na chuva, o ator,
fez sucesso no passado.
Também bom sapateador,
o Gene Kelly é lembrado.
Angelica Villela Santos- Taubaté-SP

Teu amor é o que me move,
que me faz dançar na rua;
tanto faz se é noite e chove,
se faz sol ou se tem lua!…
Antonio Juraci Siqueira – Belém/PA

Livre ele canta lá fora,
dança com muito prazer;
– para viver não tem hora,  
cada momento é um viver.
Ari Santos de Campos – Itajaí/SC

Chuva forte, ventania,
na rua não acho abrigo…
Me abrigo na fantasia
de em sonho bailar contigo!
Bruno P. Torres – Niteroi/RJ

Que venha a chuva, a nevada,
tempestade e furacão;
eu sou brisa inalterada:
o amor, depois da paixão.
Cida Vilhena – João Pessoa/PB

Sou feliz, estou amando!
Minha vida é só cantar,
na chuva vivo bailando
nos braços do verbo amar.
Dáguima V. de Oliveira – Santa Juliana/MG

Em meio à chuva que avança,
minha tristeza se esvai:
– É na chuva a minha dança,
brindando à chuva que cai…
Darly O. Barros – São Paulo/SP

Quando cantamos na chuva
e dançamos com ardor,
mesmo eu sendo uma viúva…
sinto os presságios do amor!
Dilva Moraes – Nova Friburgo/RJ
 
Chuvas mansas ou granizos,
agradecemos  em prece;
que é de lágrimas e risos
que consiste a nossa messe.
Dorothy Jansson Moretti – Sorocaba/SP

O amor inspira a vontade
de viver com alegria.
Não importa a tempestade,
cante e dance todo dia.
Eliana Jimenez – Balneário Camboriú/SC

Dançarino inveterado,
nem a chuva lhe tolheu…
pegou no poste molhado
soltou um grito e morreu!
Francisco José Pessoa – Fortaleza/CE
 
Uma cena inusitada,
tão bonita e comovente.
Em ribalta improvisada,
com público inexistente…
+Francisco Macedo – Natal/RN

Na chuva, feliz, cantando
e distribuindo alegria,
ao mundo todo encantando,
sempre contente vivia!
Gislaine Canales – Porto Alegre/RS

“Cantar na Chuva” eu quisera
aquela canção bonita
que em performance sincera
Gene Kelly nos incita!…”
+Hermoclydes Siqueira Franco/RJ

De liberdade molhado
cantando em êxtase a glória,
dançarino iluminado
guarda à chuva a sua glória!
João Batista Xavier Oliveira – Bauru/SP
 
Bajo la lluvia yo canto
mojarme me hace feliz
ella tiene un dulce encanto
que pone a mi alma un matiz.
Libia Beatriz Carciofetti – Argentina

Viejo farol de la esquina
testigo de mi querer.
Bajo la lluvia tranquila
canto hasta el amanecer.
Maria Cristina Fervier – Argentina

Quem mantém jovialidade
canta e ri feito criança;
mesmo na terceira idade,
sapateia, entra na dança.
Marina Valente – Bragança Paulista/SP

Pode chover à vontade,
que eu não vou ficar parado…
Vou cantar pela cidade
o teu beijo apaixonado.
Mário A. J. Zamataro – Curitiba/PR

Quem, de bem, está co’a vida,
na alegria, vive e canta
e até a chuva, intrometida,
seus males, também, espanta!
Maurício Norberto Friedrich – Curitiba/PR

Revoadas de alegria
mostra um jovem dançarino
que dança na chuva fria
e agradece seu destino.
Mifori – São José dos Campos/SP

Eu levo a vida cantando,
fico sonhando acordado,
e na chuva vou dançando,
bem feliz e apaixonado!
Nadir Nogueira Giovanelli – São José dos Campos/SP

Na chuva ele vai cantando
e lavando o coração…
Inspiração vai buscando
com o guarda chuva na mão.
Neiva Fernandes – Campos/RJ

O bailarino, indeciso,
na chuva, dá mil volteios;
e o lampião diz, bem preciso:
homem, deixe de rodeios!
Nemésio Prata –Fortaleza/CE

Vivo e canto, canto e danço
Muita alegria e emoção.
Vibro no melhor balanço,
Desta chuva de verão…
Olga Maria Dias Ferreira – Pelotas/RS

Sob a luz do lampião,
Kelly na chuva cantando
acordam em meu coração
os sonhos que andei sonhando.
Olympio Coutinho – Belo Horizonte/MG
 
Mesmo na chuva, tu cantas,
aos pingos, braços abertos,
por teu disfarce, me encantas,
no acerto dos passos certos!
Prof. Garcia – Caicó/RN

Dançando na chuva eu vejo
que, embora pareça calma,
mais aumenta o meu desejo
no  vendaval  de  minh´alma!
Rodolpho Abbud – Nova Friburgo/RJ

Na chuva eu também dancei,
mas ganhei puxões de orelhas…
Por isso eu sempre as terei
muito grandes e vermelhas.
Thalma Tavares – São Simão/SP

Uma alegria incontida,
por algo que a gente goste,
gera luz mais desmedida
que a luminária do poste.
Vanda Fagundes Queiroz – Curitiba/PR

Não sou astro – um Gene Kelly –
para você, entretanto,
faça sol, chuva ou gele,
sapateio, danço e canto!
Wagner Marques Lopes – Pedro Leopoldo/MG

Fonte:
http://poesiaemtrovas.blogspot.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em trova-legenda, Trovas

Trova- Legenda (O prazo expira amanhã, dia 15. Participe!!)

Trovador!

Se não enviou sua trova, ainda dá tempo. O prazo expira amanhã.

Envie sua trova para elianarjz@gmail.com, baseado na imagem acima.

Segunda-feira (16/09) será a publicação no site da Eliana Jimenez, http://poesiaemtrovas.blogspot.com

Deixe um comentário

Arquivado em Alerta, trova-legenda

Eliana Ruiz Jimenez (Trova-Legenda: Coração Solitário)

Solitário coração
abandonado num canto…
Ninguém com um lenço à mão
para lhe enxugar o pranto!
A. A. de Assis/PR

Meu coração, coitadinho,
tão longe ficou do teu…
Tristonho assim, num cantinho,
de tanto que ele sofreu!
Ademar Macedo/RN

Num jogo de sombra e luz
fui tomado de emoção,
ante a porta que conduz
o meu ao teu coração.
Agostinho Rodrigues/RJ

Quando se esvai a paixão
é tão grande o desencanto,
que nos deixa o coração,
ali, jogado num canto!
 Alberto Paco/PR

Num cantinho iluminado
pela luz da solidão,
um coração desprezado
espera outro coração.
Antonio Juraci Siqueira/PA

Coração que, insatisfeito,
ama sem regra, eu garanto
que acaba , sim, desse jeito:
abandonado num canto.
Antonio Juraci Siqueira/PA

Destino!… Não acredito.
– Tira de mim este pranto!
Meu coração tão aflito
está jogado num canto!…
Ari Santos de Campos/SC
O meu coração tristonho,
sozinho, num canto, espera,
a esmola de um novo sonho
que alimente outra quimera!
Carolina Ramos/SP

Um coração que se isola
cava a própria solidão
e não há melhor escola
que o convívio com o irmão.
Dáguima Verônica de Oliveira/MG

A luz matinal aponta
para a almofada – descarte,
de parte de um faz-de-conta,
do qual também faço parte…
Darly O.Barros/SP

Meu coração sofredor,
eu te imploro comovida:
-Esquece esse falso amor
e volta a viver a vida!
 Delcy Canalles-RS

Abra a porta, deixe a luz
resgatar seu coração.
Vá sem medo, faça jus
a viver nova paixão.
Eliana Jimenez/SC

Num cantinho, abandonado,
mas pulsando, ainda, amor,
o coração rejeitado
chora sua grande dor!
 Gislaine Canales/SC

Não pense, em fazer, sequer
 o que mostra a ilustração:
em um cantinho qualquer,
esquecer o coração…
José Fabiano/MG

La vida es una leyenda
 sujeta a un bastidor,
 bordarla con fe la enmienda
 que  predispone al amor.
 Libia Beatriz Carciofetti/ Argentina

Manter amor em segredo,
judia do coração…
É como estar em degredo
no meio da multidão.
Mário A. J. Zamataro/PR

O coração é uma flor
que tem que ser bem cuidado…
Regado com muito amor
dentro do peito guardado.
 Neiva Fernandes/RJ

Meu coração desprezado
por alguém que não o quis
apesar de abandonado
busca a luz pra ser feliz.
Olympio Coutinho/MG

Coração triste e sozinho,
à tristeza me conduz :
É como um viver sem ninho,
como alvorada sem luz!
Prof. Garcia/RN

Meu coração prisioneiro
venceu a amarga sentença:
abriste a porta… E um luzeiro
marcou a tua presença!
Wagner Marques Lopes/MG
Fonte:
http://poesiaemtrovas.blogspot.com

Deixe um comentário

Arquivado em trova-legenda, Trovas

Eliana Ruiz Jimenez (Trova-Legenda: Peregrino)

Movido a sonho, eu poeta,
porque amo a estrada, não canso.
– Mais importante que a meta
é cada passo que avanço.
A. A. de Assis – Maringá/PR

Caminho com galhardia
rumo a um futuro risonho
amparado na poesia
que vai dourando meu sonho.
Adamo Pasquarelli/SP

Eu, nessa estrada vazia
não vou caminhando a esmo;
faz parte da terapia…
Tentar fugir de mim mesmo!
Ademar Macedo- Natal/RN

Namorando a natureza,
como quando era menino,
sigo a trilha na certeza
de encontrar novo destino.
Agostinho Rodrigues – Campos/RJ

Mesmo longa a caminhada,
não sinto cansaço ou dor,
porque no final da estrada
me espera meu grande amor!
Alberto Paco – Maringá/PR

Sou mochileiro constante,
sempre um amor a buscar,
mesmo sabendo que adiante
só névoas vou encontrar.
Angelica Villela Santos- Taubaté/SP

Curtindo a bela paisagem,
sigo rumo aos Pirineus
levando, em minha bagagem,
teu amor e a fé em Deus.
Antonio Juraci Siqueira – Belém/PA

Ao mundo da liberdade,
muitos caminhos achei.
Porém à felicidade,
caminho algum encontrei.
Ari Santos de Campos – Itajaí/SC

Acompanhado ou sozinho,
segue em frente, sem parar,
que é bem mais longo o caminho
dos que não querem andar!
Arlindo Tadeu Hagen – Belo Horizonte/MG

A diferença que existe,
hoje eu sei, amor, é infinda:
sozinho, a jornada é triste;
contigo, seria linda!
Bruno P. Torres – Niterói/RJ

Eu levo a vida nas costas,
e a esperança na mochila,
subo morros, desço encostas,
minha fé jamais vacila!!!
Carolina Ramos – Santos/SP

Seguindo além do nevoeiro,
subestima os precipícios:
nos montes, o forasteiro
foge do chão dos inícios.
Cida Vilhena – João Pessoa/PB

Não se quede ante as mazelas,
seja terno e pertinaz,
que caminhos são janelas
que conduzem para a paz.
Dáguima V. de Oliveira – Santa Juliana/MG

Contra atalhos me previno,
mantendo firme a passada:
– Não quero a mão do destino,
mudando os traços da estrada…
Darly O. Barros – São Paulo/SP

Leva um caniço na mão
e, no braço, uma criança…
Os sonhos, onde é que vão?
– Numa pasta de esperança!
Delcy Canalles – Porto Alegre/RS

Vou chegar a Santiago
de Compostela e rezar!
Que, na volta, eu tenha um mago,
que queira me acompanhar!
Dilva Moraes – Nova Friburgo/RJ
Caminhar é minha sina,
em campo ou desfiladeiro,
nesta busca peregrina
por um amor verdadeiro.
Eliana Jimenez – Balneário Camboriú/SC

Nos caminhos desta vida
é preciso compreender
que só tem uma saída
e ela é bem clara: vencer!
Flávio Stefani – Porto Alegre/RS

Penitente viajante
solitário e decidido,
sob a nuvem flutuante
esquece o corpo dorido.
Francisco José Pessoa – Fortaleza/CE

Vida, a longa caminhada:
– Nascer, viver e morrer.
E ao final sua morada,
você não pode escolher.
Francisco Macedo – Natal /RN
Sua mochila, pegou,
cheinha de solidão,
e esse peso carregou
machucando o coração!
Gislaine Canales – Balneário Camboriú/SC

Em busca do bom Santiago
caminho, enfrento a neblina,
e me sinto, assim, bem pago
em minha fé peregrina!…
Hermoclydes Siqueira Franco – Nova Friburgo/RJ

Caminhando entre a neblina
na esperança da chegada,
o andarilho vive a sina
de uma eterna madrugada!
João Batista Xavier Oliveira – Bauru/SP

A mulher, rasgando os passos,
caminha alegre, vai cedo…
Quem leva um filho nos braços
enfrenta o mundo sem medo.
José Lucas de Barros – Natal/RN

Quando o caminho é distante,
e longa é a estrada, sem fim,
é bem neste exato instante
que Deus alia-se a mim!!
Lisete Johnson – Porto Alegre/RS

Um caminhar já constante
por uma estrada asfaltada,
um homem, o caminhante,
segue vida maltratada…
Lora Saliba – São José dos Campos/SP

O que busca o andarilho,
caminhante solitário?
– Se o cansaço é empecilho,
incentiva-o o cenário!
Maria Lúcia Fernandes – São Fidélis/RJ

A vida é uma longa estrada,
procure o amparo de alguém;
é mais longa a caminhada,
percorrendo-a sem ninguém.
Marina Valente – Bragança Paulista/SP

Levantei-me bem cedinho,
quero subir pela estrada,
sem desviar do caminho,
que me leva a minha amada.
Nadir Giovanelli – São José dos Campos/SP

Num caminho, solitário,
meu Deus eu quis encontrar,
sem lembrar que no Sacrário,
lá está Ele . . . a me esperar!
Maurício Norberto Friedrich – Curitiba/PR

Numa perfeita postura,
faça suas caminhadas;
assim, a vida assegura
cada uma das passadas.
Mifori – São José dos Campos/SP

Na bela estrada vazia,
procurando nova fonte,
peço carona à poesia
buscando a luz no horizonte!
Neiva de Souza Fernandes – Campos/RJ

Chorando, segue o andarilho
solitário, a sua dor;
de deixar pra trás um filho,
fruto de um fugaz amor!
Nemésio Prata – Fortaleza/CE

Sozinho eu me desaprumo,
mas sigo de peito aberto,
na estrada e no mesmo rumo
atrás do meu rumo certo!
Prof. Garcia – Caicó/RN

Quando é longa e dura a estrada,
nós sempre aprendemos tanto,
que as conquistas, na chegada,
têm sempre o dobro do encanto.
Olga Agulhon – Maringá/PR

Na longa estrada da vida
Com a mochila nos ombros
Busco na sombra guarida,
Por entre tantos escombros.
Olga Maria Dias Ferreira – Pelotas/RS

Pelos caminhos da vida,
não me sinto abandonado,
pois na subida ou descida,
há sempre Alguém ao meu lado!
Rodolpho Abbud – Nova Friburgo/RJ

Prossigo em minha viagem,
ora alegre, ora tristonho…
levando em minha bagagem
pouca coisa e muito sonho.
Vanda Fagundes Queiroz – Curitiba/PR

Não busco terra distante,
mas tesouro de valor:
desbravo, sou bandeirante
do meu mundo interior.
Wagner Marques Lopes – Pedro Leopoldo/MG

Se a tristeza vem de dia,
Para enfrentá-la eu disponho
Da força desta alegria
Que eu carrego em cada sonho.
Wilton Di Carli – Guarulhos/SP

Fonte:

Deixe um comentário

Arquivado em trova-legenda, Trovas

Eliana Jimenez (Trova-Legenda: Noivo Acorrentado)


Casamento é uma loucura
para o marido hoje em dia:
ela impõe a ditadura
e ele nem pia nem chia…
A. A. de Assis – Maringá/PR

Qualquer homem é um coitado
e nunca diz o que quer,
se ficar acorrentado
à vontade da mulher!
Alberto Paco – Maringá/PR
Nenhuma noiva rejeita
um noivo quando é calado,
porque sabe que ELE ACEITA,
se casar acorrentado!!!
Ana Maria Guerrize Gouveia – Santos/SP

Aos teus pés eu me alinhavo,
abro mão de ser senhor.
Com prazer serei escravo
se és rainha, meu amor!
Antonio Carlos Rodrigues – São Gonçalo/RJ

A noiva diz que “ele aceita”
e vai se casar feliz,
porque está bem satisfeita:
achou o noivo que quis!
Amilton M. Monteiro – São José dos Campos/SP
Que feliz soy amor mío
te casas porque me quieres
me cobijarás del frío
y tú harás los *quehaceres
Ángela Desirée Palacios – Venezuela
A noiva, pra solução,
teve atitude perfeita:
acorrentou o fujão
e disse ao padre: “Ele aceita.”
Angelica Villela Santos – Taubaté/SP

Foi de Maria Fumaça,
a gente ali, lado a lado,
e você esbaldando graça
no meu peito acorrentado.
Antonio Cabral Filho – Jacarepaguá/RJ
“Não caso nem amarrado!”,
disse o noivo. E a noiva, então,
trouxe o bruto acorrentado
por espontânea pressão!
Antonio Juraci Siqueira – Belém/PA
Lá vem a noiva, contente,
está possessa e por isso
traz o noivo na corrente
para firmar compromisso.
Ari Santos de Campos – Itajaí/SC
Não é surpresa, amigão,
ver esse noivo no laço.
Tem sido assim desde Adão,
quando Eva o fez de bagaço…
Arnaldo Ari – Rio de Janeiro/RJ

Pergunto sem protestar
já quase sendo enforcado:
O que é pior, se casar
ou morrer acorrentado?
Clenir Neves Ribeiro – Austrália

Se  o  noivo  é  pequeno  e  mudo,
aqui  segue  uma  receita:-
– Corrente,  cadeado  em  tudo
e  tabuleta:- “Ele  aceita!”…
Colavite Filho – Santos/SP
Precisas acorrentá-lo ?
Oras, algo cheira errado !
Ao se ver livre do abalo,
terás marido aloprado …
Cristina Cacossi – Bragança Pta./SP
Noiva mineira exigente,
do tipo que não debanda,
traz o noivo na corrente
só para mostrar que manda!
Dáguima Verônica – Santa Juliana/MG
Acorrentado e com medo
bem quietinho ao lado dela,
ele aprende desde cedo
que em casa quem manda é ela
Dalva de Araujo – Santos/SP

Perdida a primeira etapa,
o noivo se rende ao fato
de que , agora, não escapa
do fim do seu celibato…
Darly O. Barros – São Paulo/SP

Bonecos… acorrentados!
Libertar-se?  Isso em vão!
Se um tem os lábios selados,
reclamar da escravidão?!
Diamantino Ferreira – Campos/RJ

Já cansei de bruxaria
e de nego que “despacha”.
Faço eu mesma a “simpatia”…
e agora…  “ele vai ou racha!!!”
Dorothy Jansson Moretti – Sorocaba/SP

Tão pequenino fiquei
ao sentir-me acorrentado
que este sim, não te direi.
Vou ficar amordaçado!
Edite Rocha Capelo – Santos/SP

Tanta pompa na montagem
faz o enlace reluzir;
mas no bolo o enfeite é a imagem
da vida que está por vir.
Eliana Jimenez – Balneário Camboriú/SC

Tem noivo que acha que aliança
prende mais do que corrente:
não resolve pajelança
nem usar qualquer solvente!
Geraldo Trombin – Americana/SP
Verdade que um casamento,
se forçado, não dá certo,
é preciso entendimento
e um amor grande por perto!
Gislaine Canales – Balneário Camboriú/SC

“Ele aceita” é o pretexto
que mulher tem pra mandar;
o marido no “cabresto”,
a bomba vai detonar!
Glória Tabet Marson – S. José dos Campos/SP

Confirma-se o sofrimento
do pobre homem, coitado!…
pois desde o seu casamento
que ele vive acorrentado.
Haroldo Lyra – Fortaleza/CE

Ser solteiro é livre estar,
jamais me vejo casado;
para subir ao altar,
só vou mesmo acorrentado…
Jessé Nascimento – Angra dos Reis/RJ

O pai da noiva é a corrente;
noivo, finge riso franco;
noiva, fingindo “inocente”
veste-se toda de branco.
João Batista Xavier Oliveira – Bauru/SP
Não podemos reclamar:
a evolução é mister.
Hoje temos de aceitar:
quem manda mesmo é a mulher.
José Kalil Salles – Barbacena/MG

-Não consigo admitir nada
que a dignidade rejeita,
como a escravidão forçada
ou a escravidão aceita!
José Lucas de Barros – Natal/RN

Mesmo côncavo-convexo,
o casamento dá certo;
com namoro vem o sexo,
nunca o amor é deserto.
José Marins – Curitiba/PR

Adoro a transformação
que domina a era moderna:
enquanto eu lhe passo a mão,
a mulher me passa a perna!
José Ouverney – Pindamonhangaba/SP

Casamento é armadilha,
muito embora abençoado;
eu só vou por essa trilha
se estiver bem amarrado.
José Satiro – Natal/RN

Cuando al amor se lo apresa
y al cariño lo encadena
más que amor es una empresa
y una perpetua condena.
Libia Beatriz Carciofetti – Argentina

Ah,  o amor  não dividido,
sonho não compartilhado…
Será este cão marido
ou um homem acorrentado?
Lisete Johnson – Porto Alegre/RS
Sequestrado para o enlace…
Vou dançar, mas não a valsa;
obrigado a dar meu “passe”
por um vil amor de falsa.
Luiz Moraes – São José dos Campos/SP

Todo mundo é testemunha
me casei, não porque quis,
pois eu fui laçado à unha,
só não fugi por um triz!
Maryland Faillace – Santos/SP

De nada adiantará
essa cara de cativo
se o teste DNA
acusou ser POSITIVO…
Marina Valente – Bragança Paulista/SP

Não precisava a mordaça,
a corrente e o cadeado;
o “sogro” é que era ameaça…
de revólver carregado!
Mário A. J. Zamataro – Curitiba/PR

Acorrentá-lo? (Que asneira!)
Desista! não case assim…
Se a paixão foi passageira,
não é este o feliz fim!…
Mercedes Lisbôa Sutilo – Santos/SP

Fez “de difícil” o baixinho,
porém, foi logo apanhado…
Casou “na marra” o “tadinho”,
amarrado e amordaçado!
Myrthes Masiero – São José dos Campos/SP
Vou cortar esta corrente,
que aprisiona uma paixão;
não viverá  sorridente,
quem suporta a possessão.
Nadir Giovanelli – São José dos Campos /SP
Casamento é uma opção
nunca deve ser forçado,
pois é contra a convenção
ainda mais acorrentado!
Nair Lopes Rodrigues – Santos/SP

Quando o noivo é constrangido
pela noiva, a vida inteira,
torna o tipo de marido
“papagaio de coleira”.
Nei Garcez – Curitiba/PR
Casamento é um triste ato
que já começa no “amém”:
dois presos por um contrato
que não dá lucro a ninguém.
Olympio Coutinho – Belo Horizonte/MG

Em nosso Amor tu te impões…
Eu sou quase teu mascote…
– Mas aceito teus grilhões
e ainda peço o chicote…!
Pedro Mello – São Paulo/SP

Pra assegurar o casório
e não ter sonho frustrado,
leve seu noivo ao cartório
de mordaça e acorrentado!
Renato Alves – Rio de Janeiro/RJ
Eu jamais vou me casar,
– não prometo nem dou “bola”.
Depois que a festa acabar,
viro pássaro na gaiola…
Ruth Farah Nacif Lutterback – Cantagalo/RJ

Casou-se mas com trapaça
 no mais vil dos vis esquemas;
 à boca pôs-lhe a mordaça
e nos pulsos, par de algemas!
Secel Barcos – Canadá

Ela, num dia encantado,
o sonho vai realizar:
leva, mudo e acorrentado,
o seu noivo, para o altar.
Vanda Alves da Silva – Curitiba/PR

Na verdade, eu nem podia
abrir boca p’ra falar,
minha sorte neste dia :
ninguém nela acreditar.
Victor Batista – Barreiro/Portugal

Casório não é arena
para ações impositivas.
Vejam só esta morena:
assustou padre e convivas!…
Wagner Marques Lopes – Pedro Leopoldo/MG

Fonte:
http://poesiaemtrovas.blogspot.com.br/2013/05/trova-legenda-ate-24052013.html

Deixe um comentário

Arquivado em trova-legenda, Trovas