Arquivo da categoria: Rio Grande do Norte em Trovas

Trova 225 – Prof. Garcia (Caicó/RN)

Deixe um comentário

28 de agosto de 2012 · 15:09

Trova Triste – Francisco Neves de Macedo (RN)

Deixe um comentário

30 de março de 2012 · 02:58

José Feldman (Lançamento de Rio Grande do Norte Trovadoresco – Livreto 1)


107 páginas de Trovas de 29 Trovadores Potiguares.

Faça o download AQUI.


Ademar Macedo
Arlindo Castor de Lima
Auta de Souza
Bento de Carvalho Rabelo
Chico Mota
Clarindo Batista
Djalma Alves da Mota
Esmeraldo Siqueira
Eva Yanni Garcia
Fabiano (de Cristo Magalhães) Wanderley
Francisco Garcia de Araújo (Prof. Garcia)
Francisco Neves Macedo
Hilton da Cruz Gouveia
Jayme dos Guimarães Wanderley
Jayme Paulo Filgueira
Joamir Medeiros
João Alfredo Pessoa de Lima Neto
João Carlos de Vasconcelos
José Amaral
José Lucas de Barros
José de Souza Revoredo Neto
Luiz Dutra Borges
Luiz Gonzaga da Silva
Manoel Cavalcante de Souza Castro
Mara Melinni de Araújo Garcia
Marcos Antonio Medeiros
Maria Silva Carriço
Mariano Coelho
Reinaldo Moreira de Aguiar

Indicações de Sites de Trovas

Deixe um comentário

Arquivado em download, Rio Grande do Norte em Trovas

Trova 215 – José Lucas de Barros (Natal/RN)

Deixe um comentário

9 de dezembro de 2011 · 23:20

Trova 202 – Ademar Macedo (RN)

Deixe um comentário

19 de outubro de 2011 · 00:15

Ademar Macedo (Trovas Engraçadas)

Trabalho só é bacana
se tiver, por sua vez,
uma folga por semana
e férias de mês em mês!

Sempre que eu vou me deitar
acompanhado na cama;
já que eu sei que vou tirar…
– Pra que botar o pijama?

A minha sogra, assanhada,
no barracão da mangueira,
foi muito mais apalpada
do que laranja na feira!…

Você pode acreditar
no que eu digo pra você:
Dívida é pra se pagar…
mas quando se tem com quê!…

Por agir sem ter cautela
um grande mico eu paguei,
investi numa donzela
que na verdade era um gay!…

Visita pra meter medo,
que nem vassoura adianta,
é aquela que chega cedo
e só sai depois que janta!

Adotei o isolamento,
feito um ermitão qualquer.
Pra fugir do casamento
e das manhas de mulher!…

Teve um chilique o Oscar
ao ver seu filho, um nissei,
ser o primeiro lugar
numa passeata gay.

Com sua língua de trapo,
disse, ao ser mandado embora:
– É moleza engolir sapo;
o duro é botar pra fora!

Todo mundo me cobrando,
parece um alto relevo;
a dívida vai aumentando,
quanto mais pago, mais devo!

Pra poder me atazanar,
por vingança ou por castigo,
minha sogra vem morar
parede e meia comigo!…

Inimigo do trabalho,
é meu primo o “Paraíba;”
seu emprego é no baralho:
buraco, truco e biriba.

Pelas “coisas” que fazia,
vive o malandro enjaulado;
usando de noite a dia
o seu “pijama listrado”.

Chega a causar agonia,
uma visita sacana,
que vem pra passar um dia,
passa mais de uma semana!

Plantei um pé de tomate
e fiz tanta adubação,
que ele está dando abacate,
alho, cebola, e melão…

Fonte:
O Autor

Deixe um comentário

Arquivado em Rio Grande do Norte em Trovas

Trova 177 – Ademar Macedo (Santana do Matos/RN)

Deixe um comentário

2 de outubro de 2010 · 18:04