Arquivo da categoria: Concursos

Programa Dramaturgias Urgentes (Concurso de Dramaturgia)

O programa Dramaturgias Urgentes segue realizando concurso de dramaturgia, encontros com pensadores e criadores teatrais, leituras dramáticas e mantendo um site que, além de funcionar como portal de inscrição dos textos, provoca debates com artigos exclusivos.

Segue a lista dos textos selecionados no quarto módulo do concurso de dramaturgia:

Ânima Selvagem –
Silvio dos Reis (Guaxupé/ MG)

Dificuldades nos relacionamentos sociais levam profissionais conceituados a formarem uma rede de proteção animal humanística. Como “sensíveis selvagens”, eles retiram córneas de malfeitores e oferecem visão a quem não enxergava. Carne de mortos desperdiçada em cemitérios e crematórios alimenta animais de rua e muda valores religiosos. É a violência do amor.

Mais um Texto sobre Violência às Vésperas do Próximo Filme do Tarantino –
Camila Damasceno (São Paulo/ SP)

Como escrever um texto sobre violência quando estamos vivendo em uma sociedade onde a violência está em todas as suas relações sociais? Quem são os autores? Quem são os personagens? Como nos comportamos nessa teia que nos envolve cotidianamente?

Por que o espanto? (Ou: É proibido atirar nas placas) –
José Carlos Aragão (Belo Horizonte/ MG)

Três excursionistas são levados por um guia para visitar um inusitado monumento em um lugar ermo. Durante o passeio discutem sobre a banalização da violência no nosso dia a dia.

Amargo Doce de Leite –
Rui Werneck de Capistrano (Curitiba/ PR)

Relações familiares inconclusas e estremecidas. Atrito entre menina-moça grávida e enteado que termina em tragédia. Convulsão social. Tragédia suburbana.

Assentado –
Elidia Novaes (São Paulo/ SP)

Ex-agente da ditadura militar muda-se para Cuiabá, fugindo de seu passado – mais afetivo do que político –, e passa a viver isolado. Convidado a aconselhar o MST na construção de uma ponte para um assentamento, demonstra interesse. Porém seu ódio aumenta a cada minuto até que um acontecimento traz tudo à tona.

Rebuliço –
José Augusto (São Paulo/ SP)

Uma inesperada situação dramática surge a partir de um evento do cotidiano urbano brasileiro, envolvendo meninos e homens de farda.

Para obter mais informações sobre o projeto, acesse:
https://www.facebook.com/DramaturgiasUrgentes

Fonte:
http://concursos-literarios.blogspot.com

Deixe um comentário

Arquivado em Concursos

4º Congresso Internacional CBL do Livro Digital 2013 (Prazo: 10 abril de 2013)

Já está disponível o regulamento dos trabalhos científicos e acadêmicos para quem deseja se inscrever na edição de 2013 do 4º Congresso Internacional CBL do Livro Digital.
O objetivo é estimular a divulgação de pesquisas e trabalhos conceituais, inéditos, sobre temas relacionados ao livro digital. Os trabalhos inscritos serão analisados e classificados pela Comissão do Livro Digital.Idealizado e realizado pela Câmara Brasileira do Livro desde 2010, o Congresso Internacional CBL do Livro Digital e a própria entidade constituem o principal fórum brasileiro para a discussão e debate das tendências desse novo mercado. A 4ª edição será realizada nos dias 13 e 14 de junho de 2013 na Fecomércio, em São Paulo. 
O prazo para o envio dos trabalhos concorrentes aos prêmios vai até o dia 10/4/2013. Quaisquer esclarecimentos podem ser obtidos na CBL, pelo e-mail: digital2@cbl.org.br ou telefone: 3069-1300. 
REGULAMENTO
1º DISPOSIÇÕES GERAIS 
 1.1 O CONGRESSO INTERNACIONAL CBL DO LIVRO DIGITAL ? ?CONGRESSO?, realizado pela CÂMARA BRASILEIRA DO LIVRO ? ?CBL?, instituiu desde 2010, a realização de CONCURSO para seleção e premiação de trabalhos científicos e acadêmicos relativos ao livro digital. 
 1.2 Tal CONCURSO tem como objetivo estimular a divulgação de pesquisas e trabalhos empíricos ou conceituais inéditos pertinentes à temática do CONGRESSO. 
 1.3 Os trabalhos selecionados serão apresentados em sessão durante a 4ª edição do evento, a realizar-se durante os dias 13 e 14 de junho de 2013. 
2º DA PREMIAÇÃO 
 2.1 Serão selecionados para a apresentação durante sessão no CONGRESSO os primeiros colocados na classificação geral, não havendo distinção de categorias para serem apresentados em sala específica durante o CONGRESSO. O número de trabalhos selecionados para apresentação serão definidos pela Comissão Julgadora. 
 2.2 Todos os trabalhos selecionados serão publicados no site do CONGRESSO. 
 2.3 Cada um dos trabalhos selecionados receberá uma inscrição para participação no CONGRESSO, válida para uma pessoa durante os dois dias do evento. 
 2.4 Os três primeiros colocados receberão fast track para publicação na REGE ? Revista de Gestão da USP, bem como PRÊMIO em dinheiro, conforme valores brutos abaixo especificados: 
 2.4.1   1º Colocado: R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais);
 2.4.2   2º Colocado: R$ 1000,00 (mil reais)
 2.4.3   3º Colocado: R$ 500,00 (quinhentos reais)
 2.4.4 O primeiro colocado terá espaço para apresentação, em plenária, no Congresso principal. 
 2.5 A Comissão Julgadora poderá não conceder o PRÊMIO, caso entenda não haver, dentre os inscritos, trabalho adequado aos temas propostos. 
3º DAS INSCRIÇÕES E ENVIO DOS TRABALHOS 
 3.1 O recebimento das inscrições será durante o período de 2/7/2012 até o dia 12/04/2013. 
 3.2 3.2 As inscrições serão realizadas pelo site  www.congressodolivrodigital.com.br, devendo o interessado acessá-lo para obter maiores informações quanto ao CONCURSO e envio dos trabalhos. 
 3.3 No ato da inscrição, o participante deverá informar: 
 3.3.1 Nome completo 
 3.3.2 Data de nascimento 
 3.3.3 Número de documento de identidade 
 3.3.4 Número de Cadastro de Pessoa Física 
 3.3.5 Endereço completo e número de telefone 
 3.3.6 Currículo atualizado do autor 
 3.3.7 E-mail. 
 3.4 Além das informações acima descritas, poderão ser solicitado o envio de informações adicionais e documentação comprobatória. 
 3.5 Apenas serão aceitas as inscrições de trabalhos não publicados em revistas científicas até a data da inscrição, que versarem sobre os temas abaixo mencionados: 
 3.5.1 ?Novos Modelos de Negócios relacionados aos livros digitais?; 
 3.5.2 ?Aspectos de usabilidade de leitores digitais (e-readers)?; 
 3.5.3 ?Bibliotecas Digitais?; 
 3.5.4 ?Aspectos educacionais dos livros digitais?; 
 3.5.5 ?Direitos autorais e Copyright?; 
 3.5.6 ?Marketing do livro digital?; 
 3.5.7 ?Redes sociais e livros digitais?; 
 3.5.8 ?O novo papel do editor?. 
 3.6 Além dos temas acima especificados, poderão ser aceitos outros, a critério da Comissão Julgadora, desde que mantenham relação com a temática do CONGRESSO, ou seja, versarem sobre o livro em formato digital. 
 3.7 Os trabalhos inscritos deverão ser encaminhados em arquivo do MS-Word, versão 2003 ou superior. 
 3.8 Todos os TRABALHOS deverão conter introdução, conclusão, referências bibliográficas e palavras-chave. 
 3.9 Para fins de padronização dos trabalhos, deverão ser observados os seguintes critérios de formatação: 
 3.9.1 Papel A4 
 3.9.2 Margens: superior 3,0 cm, inferior 2,0 cm, direita 2,0 cm, esquerda 3,0 cm. 
 3.9.3 Fonte Times New Roman, tamanho 12; 
 3.9.4 Espaçamento simples; 
 3.9.5 Parágrafo justificado; 
 3.9.6 Mínimo de 8 e máximo de 16 páginas, incluindo a primeira (apenas título e resumo), tabelas, figuras, referências bibliográficas e notas de final de texto. 
 3.9.7 Citações e Referências de acordo com os padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas. 
 3.9.8 Na primeira página devem ser incluídos o nome, instituição e e-mail dos autores, resumo e palavras-chave. 
 3.9.9 Na segunda página deve constar novamente o título, após o qual deve iniciar-se o corpo principal do trabalho. 
 3.10 Serão aceitos apenas trabalhos enviados em língua portuguesa. 
 3.11 Não serão aceitos trabalhos incompletos ou que não atendam os critérios acima especificados. 
4º DO JULGAMENTO 
 4.1 A coordenação do julgamento dos trabalhos apresentados será realizada pelo Professor Cesar Alexandre de Souza (Fea/Usp) e por Daniel Pinsky (Comissão do livro digital da CBL). 
 4.2 Haverá um corpo de avaliadores composto por profissionais com formação acadêmica para auxiliar na análise. 
 4.3 A Comissão do Livro Digital da CBL poderá indicar nomes para composição da comissão julgadora, que serão analisados selecionados pelos Coordenadores nomeados no item ?4.1?. 
 4.4 Para a classificação dos inscritos, serão avaliados os seguintes critérios: 
 4.5 Objetivo, Estrutura, Referencial teórico, Metodologia, Análise e conclusões e Relevância. Cada um destes critérios receberá uma nota de 0 a 5, chegando-se então à Avaliação final. 
 4.6 Serão selecionados para apresentação durante a sessão realizada no CONGRESSO os primeiros colocados, seguindo a ordem de classificação de acordo com os critérios supramencionados. 
 4.7 O resultado com os classificados para apresentar os trabalhos no Congresso será divulgado no dia 30/4/2013. 
 4.8 Os três trabalhos ganhadores só serão anunciados após a apresentação no Congresso. 
 4.9 Não haverá recurso das decisões da Comissão Julgadora. 
5º DISPOSIÇÕES FINAIS 
 5.1 Os participantes concordam com a divulgação dos TRABALHOS inscritos pela CBL em todos os seus veículos, tais como no site, informativos e revistas institucionais ou do evento, no todo ou em partes, ou ainda resumos. 
 5.2 Os participantes eventualmente premiados autorizam, desde já, a publicação de sua imagem pela CBL, na forma a ser definida. 
 5.3 A CBL não se responsabiliza por qualquer custo decorrente da elaboração e inscrição do trabalho, que correrão única e exclusivamente por conta do participante. 
 5.4 Todos os participantes declaram sob as penas da lei, que são os autores e detentores de direitos autorais sobre os trabalhos inscritos. 
 5.5 Serão sumariamente desclassificados todos os participantes que infringirem, por qualquer meio, as normas constantes do presente regulamento e da legislação. 
 5.6 Ao inscrever-se, o participante aceita e concorda com todos os itens constantes do presente Regulamento. 
 5.7 A CBL não se responsabiliza por eventuais falhas técnicas ocorridas durante o envio das inscrições. 
 5.8 Serão sumariamente desclassificados os trabalhos inscritos em desacordo com o presente Regulamento. 
 5.9 Participantes da Comissão do Livro Digital poderão inscrever seus trabalhos e apresentá-los caso sejam selecionados, contudo, não poderão concorrer aos prêmios (primeiro, segundo e terceiro lugar). 
 5.10 Os casos omissos serão decididos pela Comissão Julgadora. 
 5.11 Informações complementares poderão ser obtidas diretamente na Câmara Brasileira do Livro, pelos sites http://www.congressodolivrodigital.com.br e http://www.cbl.org.br, pelo e-mail digital@cbl.org.br ou ainda pelo telefone (11) 3069 1300.
Fontes:
Câmara Brasileira do Livro

Deixe um comentário

Arquivado em Concursos, Inscrições Abertas

FEMUP – Festival de Música e Poesia de Paranavaí (Prazo: 24 de Agosto de 2012)

Organização:
Prefeitura de Paranavaí
Fundação Cultural


Informações e Dúvidas:
(44) 3902-1128
cultura@fornet.com.br

Regulamento:

01 – DA PROMOÇÃO
O FEMUP é uma promoção da Prefeitura de Paranavaí através da Fundação Cultural.

02 – DA REALIZAÇÃO
O Festival será realizado nos dias 16 e 17 de novembro de 2012 a partir das 20h no auditório do Teatro Municipal Dr. Altino Afonso Costa, em Paranavaí-PR.

03 – DOS OBJETIVOS
Promover e intensificar intercâmbios de natureza artístico-cultural, além de descobrir e valorizar novos talentos.

04 – DAS MODALIDADES
MÚSICA, POESIA E CONTO.

05 – DAS INSCRIÇÕES

a) PODERÃO INSCREVER-SE TODOS OS ARTISTAS RESIDENTES OU NASCIDOS EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL;

b) Inscrições abertas até o dia 24 de agosto de 2012. AS INSCRIÇÕES SÃO GRATUITAS;

c) Cada autor poderá inscrever SOMENTE 01 TRABALHO INÉDITO, por modalidade;

d) Para inscrições na fase Regional, TODOS os envolvidos na obra inscrita deverão residir nas cidades que compõem a Regional de Cultura da AMUNPAR (a relação das cidades está no final deste regulamento). Todos os trabalhos concorrerão em nível nacional.

06 – DO ENVIO DOS TRABALHOS

a) SERÃO ACEITOS SOMENTE VIA E-MAIL.
Os trabalhos deverão ser enviados para: femup@hotmail.com
(TODOS OS TRABALHOS DEVEM SER INÉDITOS NO FESTIVAL, OU SEJA, NÃO PODERÃO TER SIDOS SELECIONADOS EM OUTRAS EDIÇÕES DO FEMUP).

 MÚSICA: A letra da música deve ser no idioma português;
Deverão ser anexados ao e-mail: Música em MP3; Letra da música no formato word; Ficha de inscrição devidamente preenchida no formato word.

 POESIA: Não há limite de páginas. Formatação livre;
Deverão ser anexados ao e-mail: Letra da poesia no formato word; Ficha de inscrição devidamente preenchida no formato word.

 CONTO: Não deverá exceder a 10 (dez) páginas.
FORMATAÇÃO: FONTE ARIAL, TAMANHO 12; Deverão ser anexados ao e-mail: Letra do conto no formato word; Ficha de inscrição devidamente preenchida no formato word.

ATENÇÃO!!!

AS OBRAS NÃO DEVERÃO CONTER O NOME DO ARTISTA. O NOME E DEMAIS DADOS DEVERÃO CONSTAR SOMENTE NA FICHA DE INSCRIÇÃO.

07 – DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS
Serão formadas Comissões Julgadoras específicas para cada modalidade e suas decisões serão irrecorríveis.

08 – DA CLASSIFICAÇÃO
24 Músicas: 12 da fase Regional e 12 da fase Nacional;
12 Poesias: 03 da fase Regional e 09 da fase Nacional;
08 Contos: 03 da fase Regional e 05 da fase Nacional.

09 – DAS APRESENTAÇÕES
Dias 16 e 17/11/2012
 Leitura dramática dos contos
 06 músicas da fase Regional
 06 músicas da fase Nacional
 06 poesias (Declamação)

10 – DAS DECLAMAÇÕES
 Os declamadores serão escolhidos pela Fundação Cultural, através do 19º Festival Zé Maria de Declamação;
 A declamação não poderá exceder o tempo máximo de cinco minutos e, para tanto, será permitida a fragmentação da poesia.

11 – DA PREMIAÇÃO (A TODOS OS SELECIONADOS.)
 Troféu “Barriguda”;
 Músicas, poesias e contos – Fase nacional: R$ 1.000,00;
 Músicas, poesias e contos – Fase regional: R$ 500,00;
 Declamação: R$ 500,00;
 10 antologias FEMUP/2012;
 01 CD FEMUP/2012/Músicas/Regional;
 01 CD FEMUP/2012/Músicas/Nacional;
 01 CD FEMUP/2012/Poesias;
Será oferecida hospedagem e alimentação a todos os selecionados que não residam em Paranavaí.

12 – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
 FICA VEDADA A PREMIAÇÃO EM DINHEIRO AO ARTISTA QUE NÃO COMPARECER AO FESTIVAL;
 Artistas da Regional de Cultura que forem selecionados na Fase Nacional, receberão premiação em dinheiro referente a Fase Regional;
 A Fundação Cultural oferecerá Banda de Apoio a todos os músicos selecionados para o Festival;
 Os documentos inscritos não serão devolvidos;
 Vedada a inscrição ao festival subsequente ao artista que provocar tumulto, de qualquer ordem, durante o evento;
 Na modalidade música é vedada a utilização de play-back ou qualquer recurso de programação musical, digital, eletrônica, etc., no momento da apresentação;
 Cabe à Comissão Organizadora do Festival responder pelos casos omissos neste regulamento.

CIDADES QUE COMPÕEM A REGIONAL DE CULTURA DA AMUNPAR
Paranavaí, Alto Paraná, Amaporã, Cruzeiro do Sul, Diamante do Norte, Guairaçá, Inajá, Itaúna do Sul, Jardim Olinda, Loanda, Marilena, Mirador, Nova Aliança do Ivaí, Nova Londrina, Paraíso do Norte, Paranapoema, Planaltina do Paraná, Porto Rico, Querência do Norte, Santa C. do M. Castelo, Santa Izabel do Ivaí, Santa Mônica, Santo Antônio do Caiuá, São Carlos do Ivaí, São João do Caiuá, São Pedro do Paraná, Tamboara e Terra Rica.

Informações:
(44) 3902-1128
cultura@fornet.com.br
http://www.novacultura.com.br

Regulamento e Ficha de Inscrição:
http://bit.ly/arquivos_FEMUP

Fonte:
http://concursos-literarios.blogspot.com 

Deixe um comentário

Arquivado em Concursos, Inscrições Abertas

Cuidado com os Concursos Caça-níqueis!

Republico esta nota porque há autores que ainda são iludidos por promessas enganosas de verdadeiros estelionatários editoriais:

Todo ano são lançados editais de concursos que, além de cobrar taxas de inscrição, cobram valores absurdos dos autores para ter um texto publicado em um livro sem qualquer cuidado com projeto gráfico, diagramação, revisão e, pasmem, na seleção dos textos.

Alguns concursos, inclusive, prometem prêmios em dinheiro para os primeiros colocados, mas sempre selecionam ilustres desconhecidos, com nomes exóticos, que não são encontrados nem mesmo pelo Google. Depois da divulgação do resultado, os autores são convidados a participar de uma publicação nos moldes já citados no parágrafo anterior.

Neste blog dos Concursos Literários, conforme citamos em nossa Política Editorial, não publicamos editais de concursos que cobram taxas de inscrição, seleções para publicações pagas disfarçadas de premiação ou certames que têm um histórico de suspeitas (ou de falcatruas explícitas).

Cabe ressaltar que nem todo concurso que cobra taxa de inscrição é necessariamente uma armadilha. Há alguns exemplos de trabalhos sérios, tradicionais e muito respeitados; no entanto, não os publicamos para não abrir precedentes e para não incentivar este modelo de concurso – que tende a gerar anomalias.

Caso vocês tenham alguma dúvida em relação ao histórico ou à seriedade de um concurso, vale a pena procurar pelo concurso ou pelo organizador no fórum da comunidade Concursos Literários no Orkut (http://www.orkut.com.br/Main#CommTopics?cmm=266647) – basta uma lida nos comentários para saber se vale a pena participar ou não.

Esperamos que aproveitem esta dica para não caírem nas armadilhas espalhadas por aí.

Boa sorte a todos!

Fonte:

Deixe um comentário

Arquivado em Alerta, Concursos

Prêmio Casa de Rui Barbosa ( Prazo: 30 de Julho de 2012)


Organização:
Casa de Rui Barbosa – Divisão de Difusão Cultural
Rua São Clemente, 134, Prédio-Anexo, 3o andar, Rio de Janeiro, CEP 22260-000
Tel.: (21) 3289 4645
E-mail: pesquisa@rb.gov.br

Regulamento:

1. DO PRÊMIO

1.1. O Prêmio Casa de Rui Barbosa é oferecido pela Fundação Casa de Rui Barbosa a monografias realizadas a partir dos acervos bibliográficos e arquivísticos depositados na instituição.

1.2. Os prêmios no valor de R$ 9.000,00 (nove mil reais) e R$ 6.000,00 (seis mil reais) serão concedidos aos autores dos trabalhos classificados no concurso em primeiro e em segundo lugares, respectivamente.

1.3. A critério da Comissão Julgadora ainda poderão ser indicadas até três menções honrosas, agraciadas exclusivamente com o título de destaque, indicação para publicação – a qual se poderá dar pelas Edições Casa de Rui Barbosa ou por terceiros a critério do autor –, além de kits com livros das Edições Casa de Rui Barbosa.

2. DO TEMA

2.1. A temática da monografia será de livre escolha do candidato, devendo, contudo, ser desenvolvida a partir da utilização dos acervos bibliográficos e arquivísticos da Fundação Casa de Rui Barbosa.

3. DA HABILITAÇÃO

3.1. Poderão participar do concurso, individualmente ou em grupo, com apenas uma monografia, pessoas físicas brasileiras ou estrangeiras, com conclusão comprovada em graduação superior.

3.2. Somente serão considerados os trabalhos inéditos, não publicados pela imprensa ou em livro ou por qualquer meio eletrônico. Entende-se por publicação o processo de edição de uma obra literária e sua distribuição em livrarias. São considerados inéditos os textos inseridos em documentos de circulação restrita de universidades, congressos, encontros e centros de pesquisa, como notas e textos para discussão e similares.

3.3. Somente serão habilitados trabalhos redigidos em língua portuguesa e assinados sob pseudônimo, que atendam, ainda, aos seguintes requisitos: 3.3.1. mínimo de 100 (cem) e máximo de 300 (trezentas) laudas, incluindo notas, não computados eventuais anexos; 3.3.1.1. formatação da lauda – 30 (trinta) linhas, fonte Times New Roman, corpo 12, entrelinhas 1,5; notas e citações em corpo 10, citação recorrida quando tiver mais de 3 (três) linhas; 3.3.1.2. se utilizadas imagens, estas deverão ser também apresentadas em cópias reprográficas de boa qualidade e em CD-r no formato jpg. 3.3.2. ser apresentado em 5 (cinco) vias, acompanhadas de uma cópia em CD-r em Word for Windows, que serão distribuídas aos membros da Comissão Julgadora. Cada via deverá ser encadernada, com folha de rosto, na qual deverá constar o título da obra e o pseudônimo do autor.

3.4. É vedada a participação dos membros da Comissão Julgadora, de servidores e dirigentes do sistema MinC, e de pessoas que estejam prestando algum tipo de serviço à Fundação Casa de Rui Barbosa.

3.5. Os trabalhos premiados ou agraciados com menção honrosa, em anos anteriores, não poderão concorrer novamente.

4. DAS INSCRIÇÕES E ENTREGA DAS MONOGRAFIAS

4.1. As inscrições deverão ser feitas por via postal expressa (do tipo SEDEX ou similar) no seguinte endereço:

PRÊMIO CASA DE RUI BARBOSA 2012
Fundação Casa de Rui Barbosa Serviço de Arquivo Histórico e Institucional
Rua São Clemente, no 134 – Botafogo
CEP 22260-000 – Rio de Janeiro – RJ

4.2. O prazo para inscrição iniciar-se-á com a publicação do edital e encerrar-se-á no dia 30 de julho, valendo como comprovação da inscrição no prazo determinado a data de expedição contida no carimbo dos Correios.

4.3. No ato de inscrição o concorrente deverá apresentar seu trabalho em envelope lacrado da seguinte forma:

4.3.1. o envelope de envio (ou de entrega) do trabalho [ENVELOPE 1] deverá ser encaminhado ao endereço especificado no item 4.1, subscrito com o pseudônimo e o título do trabalho, bem como com a identificação deste concurso (Prêmio Casa de Rui Barbosa 2011), ficando a identificação do concorrente restrita à ficha de inscrição (modelo anexo II do Edital) que será lacrada num segundo envelope [ENVELOPE 2]; o ENVELOPE 1 deverá ser mantido lacrado e receberá o carimbo de protocolo do SAHI, que o encaminhará à Presidência da Comissão Julgadora. 4.3.1.1. o ENVELOPE 1 deverá conter, além das 5 (cinco) vias do trabalho, um outro [ENVELOPE 2], também lacrado, do qual conste na parte externa o título da monografia, o pseudônimo do autor ou da equipe; e no interior:

a) ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada pelo concorrente;
b) resumo das atividades profissionais;
c) documento comprobatório da graduação em curso de nível superior;
d) cópia do documento de identidade;
e) currículo atualizado;
f) resumo da monografia com um máximo de 500 (quinhentas) palavras.

4.4. No caso de trabalho em grupo, deverá ser designado um representante que informará esta condição na ficha de inscrição. O representante do grupo responderá para todos os fins de direito, perante os organizadores do certame.

4.5. No caso ainda de trabalho em grupo, todos os integrantes do grupo deverão encaminhar os documentos de que tratam as alíneas “b”, “c”, “d” e “e” do item 4.3.1.1 deste regulamento.

4.6. As inscrições para o Concurso Prêmio Casa de Rui Barbosa 2012 serão gratuitas.

5. DO JULGAMENTO

5.1. O julgamento das monografias competirá à Comissão Julgadora, designada pelo presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa, constituída de 1 (um) presidente e 4 (quatro) membros. 5.1.1. Em caso de impossibilidade de participação de algum membro da Comissão Julgadora, o presidente da FCRB designará um suplente.

5.2. O julgamento obedecerá aos seguintes critérios:
5.2.1. contribuição da pesquisa para a divulgação dos acervos da Fundação Casa de Rui Barbosa;
5.2.2. domínio de bibliografia especializada;
5.2.3. originalidade na abordagem do tema;
5.2.4. coerência no desenvolvimento e na organização do texto.

5.3. Serão desclassificados os trabalhos que:

5.3.1. não utilizem fontes bibliográficas ou arquivísticas, em sua totalidade ou em parte, pertencentes ao acervo da Fundação Casa de Rui Barbosa e nem as identifiquem metodologicamente;

5.3.2. não sejam inéditos;

5.3.3. contenham informações – tais como menções a nomes de instituições e de orientadores (no caso de se tratar de dissertações de mestrado ou teses de doutoramento) e agradecimentos a colaboradores – que possibilitem a identificação voluntária ou involuntária do autor.

5.4. A Comissão Julgadora receberá os trabalhos no prazo fixado no Edital, lavrando-se, na data final para o recebimento dos mesmos, a Ata de encerramento das inscrições e entrega das monografias, com o necessário registro dos trabalhos inscritos e respectivos pseudônimos.

5.5. A data de divulgação do julgamento das monografias será a fixada no item 2.2 do Edital, para posterior homologação do resultado pela presidência da Fundação Casa de Rui Barbosa. Da decisão da Comissão será lavrada Ata, com menção expressa e preordenada dos melhores trabalhos.

5.6. A Comissão Julgadora poderá reduzir o número de vencedores, inclusive a zero, caso os trabalhos não atendam aos critérios estabelecidos no Edital e neste Regulamento.

6. DA PREMIAÇÃO

6.1. Os prêmios em dinheiro à(s) monografia(s) vencedora(s) estão descritos no item 1.2 deste Regulamento.

6.2. A FCRB poderá, de acordo com a sua conveniência, editar, publicar, reproduzir, divulgar e comercializar, por meio de jornais, revistas, livros, televisão, rádio, internet, vídeo, ou por meio de outro recurso audiovisual, as imagens e vozes dos participantes e o conteúdo dos trabalhos vencedores, total ou parcialmente.

6.2.1. A equipe editorial da Fundação Casa de Rui Barbosa reserva-se o direito de adequar os trabalhos vencedores às suas normas editoriais e submetê-los a tratamento editorial (projeto gráfico e editoração) compatível com seu padrão e disponibilidade orçamentária, ouvidos, sempre que possível, os autores.

6.2.2. A FCRB, caso não possa ou não queira utilizar-se da prerrogativa prevista no item 6.2, poderá, mediante requerimento do autor, autorizar a publicação, por terceiros, da monografia premiada, observando-se a parte final do item 7.5 deste regulamento.

6.3. Caso os trabalhos vencedores reproduzam documentos de acervos da FCRB que ainda não estejam em domínio público, caberá aos vencedores obter dos autores ou seus herdeiros a liberação de direitos de reprodução, condição indispensável para a publicação.

6.4. Os trabalhos vencedores dos prêmios poderão ser indicados, citados, descritos, transcritos ou utilizados pela Fundação Casa de Rui Barbosa, total ou parcialmente, em expedientes, publicações – internas ou externas –, cartazes ou quaisquer outros meios de promoção e divulgação do patrimônio cultural, inclusive crédito, sem que caiba ao seu autor pleitear à Fundação Casa de Rui Barbosa a percepção de qualquer valor que não seja o prêmio estipulado, inclusive a título autoral.

6.5. O pagamento dos prêmios estará sujeito à incidência, dedução e retenção de impostos, conforme legislação em vigor, notadamente às disposições pertinentes ao Imposto de Renda.

6.6. Para o recebimento do prêmio o(s) autor(es) selecionado(s) deverá(ão) ceder previa e definitivamente à Fundação Casa de Rui Barbosa os Direitos Patrimoniais inerentes ao(s) trabalho(s) vencedor(es), conforme determina a Lei no 8.666/93, art. 111. Para tanto, o(s) vencedor(res) deverá(ão) firmar o contrato de cessão de direitos autorais, consoante minuta anexo III do Edital. Da mesma forma deverá proceder o candidato agraciado com menção honrosa cujo trabalho tenha sido indicado para publicação.

6.7. O candidato é responsável pela autoria e conteúdo do trabalho encaminhado, não cabendo qualquer responsabilidade aos realizadores do certame por eventuais infringências aos direitos autorais de terceiros.

7. DAS CONSIDERAÇÕES GERAIS

7.1. O não-cumprimento de quaisquer das exigências regulamentares, bem como a divulgação de monografias antes ou durante a realização do concurso (que transcorre até a divulgação do resultado final), implicará a desclassificação do trabalho.

7.2. A inscrição neste Concurso implica a aceitação, pelo candidato, das normas deste Regulamento e de seu Edital.

7.3. A cerimônia de premiação se dará na Sede da FCRB, com data a ser divulgada por ocasião da publicação dos resultados.

7.3.1. Os autores vencedores, assim como os autores agraciados com menção honrosa, terão a passagem aérea e estadia pagas pela FCRB, na qualidade de colaboradores eventuais – exceto se forem oriundos do Estado do Rio de Janeiro – para comparecerem à premiação, caso haja recursos orçamentários para fazer frente à despesa.

7.3.2. Os autores vencedores, assim como os autores agraciados com menção honrosa, poderão ser convidados a participar de lançamentos das obras em eventos literários promovidos pela FCRB, que assumirá os custos de locomoção e estadia, na forma prevista no item anterior, observando-se a disponibilidade orçamentária.

7.3.3. A companhia aérea e o horário do voo para o Rio de Janeiro serão definidos pela FCRB, que também definirá o hotel e o número de pernoites a que os autores vencedores, assim como os autores agraciados com menção honrosa, terão direito.

7.3.4. As viagens serão custeadas sem direito a acompanhante.

7.4. Todos os trabalhos concorrentes poderão ser incorporados, preferencialmente sob a forma de CD-r, à Biblioteca São Clemente, para consulta pública.

7.5. Em caso de autorização, pela FCRB, de publicação dos trabalhos vencedores, por terceiros, ficam estes obrigados à inserção dos créditos originários à Fundação Casa de Rui Barbosa.

7.6. Os trabalhos não premiados ficarão à disposição de seus autores (ou representantes devidamente autorizados) por um período de 90 (noventa) dias, a contar da data de publicação do resultado do concurso. Após esse prazo os originais não reclamados serão eliminados. A Fundação Casa de Rui Barbosa não se compromete a remeter aos concorrentes trabalhos recebidos.

7.7. A Comissão Julgadora é soberana, não cabendo, a nenhum título, recursos de suas decisões.

7.8. Os casos omissos serão resolvidos pela presidência da Comissão Julgadora.

7.9. Mais informações ou dúvidas sobre o Concurso: Divisão de Difusão Cultural – Rua São Clemente, no 134, Prédio-Anexo, 3o andar, bairro Botafogo, Rio de Janeiro, CEP 22260-000. Tel.: (21) 3289 4645 – e.mail: pesquisa@rb.gov.br.

Fontes:
http://bit.ly/edital-ruibarbosa
Http://concursos-literarios.blogspot.com

Deixe um comentário

Arquivado em Concursos, Inscrições Abertas

1º Concurso Verso e Prosa da Flórida

Com o objetivo de estimular talentos brasileiros, principalmente os residentes no exterior no exercício das letras, mantendo viva nossas raízes e o idioma pátrio, foi plantada uma sementinha frágil: a idéia de se criar um concurso literário onde estes valores pudessem ser reconhecidos e, porque não assim dizer, conhecer a face do imigrante brasileiro em países estrangeiros, através da arte literária, pelas mãos dos próprios imigrantes.
A semente foi lançada, ventos favoráveis espalharam esta sementinha e ela desabrochou. Foi regada pela sensibilidade de centenas de brasileiros que enxergaram a oportunidade de ”relatar” suas experiências através do verso e da prosa. Plantada em solo fértil, regada com o talento dos participantes, tendo como adubo um tema ainda não explorado; a semente cresceu e produziu excelentes frutos.
Ao todo recebemos o surpreendente número de 122 textos. A imensa participação de candidatos extrapolou fronteira e sucumbiu a expectativa. Brasileiros residentes no Japão, Holanda, Nova Zelândia, Alemanha, Espanha, França, Portugal, Estados Unidos e Brasil, tomaram conhecimento do concurso através da força da Internet e das divulgações do concurso em artigos publicados em diversos jornais, editados no idioma Português e destinados à colônia brasileira nos EUA. Além de ter sido publicado no idioma inglês, no Miami Herald, um dos periódicos mais importantes de Miami, mostrando a nossa força crescente junto à mídia americana.
Destes 122 frutos literários, tivemos a árdua tarefa de podar os que não se enquadravam no tema, de cortar os que ultrapassaram os limites de palavras e/ou versos impostos pelas regras. Restaram 35 textos magníficos, alguns não puderam ser considerados por serem longos demais, a maioria obras dignas de publicação em livros.
Nosso objetivo principal era conceder, apenas, um primeiro lugar para cada categoria. Mas como esta sementinha gerou uma árvore carregada de bons frutos, não nos contentamos em escolher apenas um verso e uma prosa.
Decidimos conceder 1º, 2º, 3º, 4º e 5º lugar e ainda uma ”menção honrosa” para cada categoria!
O corpo de jurados foi composto por brasileiros que residem fora do Brasil. Escritores, poetas, jornalistas, que vivem no seu cotidiano a experiência de ser imigrante e que puderam assimilar os textos que mais se enquadravam no contexto estipulado pelo nosso idealismo.
Procuramos escolher textos originais, inusitados, criativos, letras que transmitissem este saudosismo pela pátria-mãe e, ao mesmo tempo, descrevessem o fascínio pela pátria-adotiva.
Só nos resta agradecer a participação dos candidatos. Todos mereceriam ser condecorados como guerreiros, recebendo, por isso, um troféu. Viver em terras estrangeiras não é uma tarefa fácil. Os candidatos, a maioria residindo fora do Brasil, mostraram que não se desligaram do Brasil. Escreveram relatando as dificuldades, as saudades, a carência, o fascínio pela nova Pátria mas, demonstraram que possuem orgulho de serem brasileiros, mesmo distantes… e que o elo com o Brasil se faz presente. Pois, ainda mantêm a língua portuguesa ativa provando através dos textos redigidos em Português.
Nosso especial agradecimento a RickMark Publishing de Londres, Inglaterra, pelo apoio e divulgação. A Academia Virtual Brasileira de Letras que nos ofereceu um livro virtual com os textos vencedores. A União Brasileira de Escritores de Nova Iorque. A Rebra – Rede Brasileira de Escritoras. Ao programa televisivo Back Stage Brazil de Miami. Aos jornais Brazilian Paper da Florida, Brazilian Times de Massachussetts, Achei/USA da Florida, Brazilian Press de Nova Iorque e ao Miami Herald pela divulgação do concurso.
Agradecemos também aos diversos grupos de literatura virtual, aos web-sites UnitBrazil.com e Planetanews.com, aos diversos boletins e poetas internautas que divulgaram e apoiaram o concurso.
Nosso especial agradecimento aos jurados que tiveram a árdua tarefa de escolher os que mais se destacaram.
* Livros – aos dois primeiros lugares de cada categoria
* Recortes de jornais e diploma – a todos os vencedores
* Os textos vencedores, em ambas categorias, já estão disponíveis no website http://www.angelabretas.com.br , conforme divulgado.
* Eis trinta textos finalistas, categoria verso, por ordem de recebimento:
– Terra de só um… – Leonardo Kiyoshi Ooka – São Paulo/Brasil
– Jaula – Lúcia Cláudia Leão – Boca Raton./Florida/USA
– Esperança – Alexandru Solomon – São Paulo/Brasil
– Brava Gente – Ines lemos – Maisach/ Alemanha
– Brava Gente Brasileira, Em Terras Estrangeiras – Dora Oliveira -Ipatinga – MG/Brasil
– Perfíl de Amsterdam – Geni de Lima van Veen – Katwijk – Holanda
– Partida – Marina Matte – Porto Alegre/RS – Brasil
– Brava Gente Brasileira em terras estrangeiras – Ydeo Oga – Koopo Haru – Japão
– Constância de Konstanz – André Carneiro – Curitiba – Brasil
– Longe… Muito Longe! – Marina Moreno Bernal – Murcia – Espanha
– Brava Gente – Marly A. M. Muranaka – Centro Americana -SP
– Cidade estrangeira – Leila M Silva – Atlanta – Georgia /USA
– Lembranças da América – Simone A. Viecelli – Brusque/SC -Brasil
– Trago em meu olhar – Sergio Godoy – Amsterdam – Holland
– ( Brava gente Brasileira em terras Estrangeiras) – Celito Medeiros – Brasil
– Fendas em tempo e espaço – Junia Sales Pereira – Minas Gerais- Brasil
– Minha Pequena Grande São Paulo – Yara Maura – Florida/USA
– “Brava Gente Brasileira em Terras Estrangeiras” – Nilton Bustamante – São Paulo, Brasil
– Onde Estou? – Marta Almeida – Athens, GA /USA
– Paris em mim – Kátia Drummond – Salvador- Bahia
– Brasileira – Claudia Villela de Andrade – Itatiaia – RJ/ Brasil
– Pequena história – Kika Perez – São Paulo, Brasil
– Gente Brasileira – Maria José Fraqueza – Fuzeta – Portugal
– Aldeia Pitoresca – Átilla de Miranda – Campinas-SP
– Brava Terra, Brava Gente. Há saudade que me dá! – Denilson Bessi – SP – Brasil
– Nossa raça! – Marici Bross – São Paulo/Brasil
– Brava Gente Brasileira em terras Estrangeiras – Adalgiso Domingues Dias- Rio de Janeiro/RJ
– Poemail – Betina Ule – New York – NY – USA
– Adeus Bela – Terezinha Viecelli – Brusque – SC
– Brava Gente Brasileira em terras Estrangeiras – Vera Reis – Newark/New Jersey/USA
* Os vencedores são:
1º Lugar: Poemail – Betina Ule – New York – NY/USA
2º Lugar: Brava Gente Brasileira em terras estrangeiras – Ydeo Oga – Koopo Haru/Japão
3º Lugar: Brava Gente – Ines lemos – Maisach / Alemanha
4º Lugar: Constância de Konstanz – André Carneiro – Curitiba/Brasil
5º Lugar: Brava Gente Brasileira em Terras Estrangeiras -Dora Oliveira – Ipatinga- MG/Brasil
Menção Honrosa: “Trago em Meu Olhar” – Sergio Godoy – Amsterdam – Holanda
* Eis 25 textos finalistas, na categoria prosa, por ordem de recebimento:
– “Brava gente brasileira em terras estrangeiras” – Cláudia F. Pacce/Hamilton – New Zeland
– Brava Gente Brasileira em Terras Estrangeiras -Christina Hernandes/SP/Brasil
– Pileque a Italiana – Raimundo Nonato A. Silveira – Fortaleza- CE/Brasil
– O colecionador de tulipas – Clarisse Bandeira de Mello – Weston/ Florida – USA
– Caminhos em Colônia -Renato Essenfelder – São Paulo – SP
– Domingo – Sandras Schamas – Miami – Florida/USA
– Brava Gente Brasileira em Terras Estrangeiras – Ligia Piola – São Paulo – SP
– Passageira – Lúcia Cláudia Leão – Boca Raton – Florida/USA
– “Brava Gente Brasileira” – Sonia Maia – Everett- MA
– Reciclagem – Geni de Lima van Veen – Katwijk – Holanda
– Cadernos da Bélgica: Soraia e as coisas do coração- Leila M. Silva – Atlanta – Georgia -USA
– Brava gente brasileira – Diva Borges Bastos – São Paulo – SP – Brasil
– “Experiencias de Vida” – Maryse Schouella, – São Paulo, Brasil
– Um dia mais brilhante – Maria White – Orlando – Florida/USA
– Lusitana e Brasileira – Maria de Lourdes Leite – Lisboa – Portugal
– Lições de um mago indiano – Palmira Virgínia Bahia Heine – Salvador/Ba.
– O eterno forasteiro – : Maria José Lindgren Alves/Rio de Janeiro-RJ- Brasil
– Brava Gente Brasileira em terras estrangeiras – Chaja Freida Finkelsztain- RJ – Brasil
– Nas asas da PanAm – Cristina Ferreira-Pinto – Austin/Texas/USA
– “Brava Gente Brasileira em terras estrangeiras” – Francisco Evandro de Oliveira – RJ/Brasil
– A carta – Ismael Fábregas – Aventura – Fl – USA
– O porvir – Tereza Porto – Fortaleza – CE – Brasil
– Um Brasileiro em Paris – Amadeu Thomé – São Lourenço – MG-Brasil
– Minha vida de dekassegui – Sarah de Oliveia Passarella – Campinas/SP/Brasil
– O Natal e o porvir no país dos vitimados – Oswaldo F. Martins – Salvador – Bahia/Brasil
* Os vencedores são:
1º Lugar: O colecionador de tulipas – Clarisse Bandeira de Mello/Weston -FL USA
2º Lugar: Caminhos em Colônia – Renato Essenfelder – São Paulo – SP
3º Lugar: Passageira – Lúcia Cláudia Leão – Boca Raton- Florida/USA
4º Lugar: Lusitana e Brasileira – Maria de Lourdes Leite – Lisboa – Portugal
5º Lugar: Domingo – Sandra Schamas – Miami – FL/USA
Menção Honrosa: A carta – Ismael Fábregas – Aventura – FL – USA
Atenciosamente,
Angela Bretas
Idealizadora/Coordenadora

Deixe um comentário

Arquivado em Concursos, Notícias Em Tempo

Prêmio Ipê Cidade de Blumenau (Haicais)

Coletânea Haicais em Setembro, volume 2

O Prêmio IPÊ Cidade de Blumenau foi instituído pelo Projeto Palavras Azuis, para comemorar o plantio de três mudas de IPÊ ROXO ( árvore símbolo de Blumenau ), durante o 2º Encontro de Poetas del Mundo realizado na cidade, em 2008. As três árvores foram batizadas de IPÊ BRASIL, IPÊ SANTA CATARINA e IPÊ CIDADE de BLUMENAU, respectivamente.

O Prêmio Ipê Cidade de Blumenau será concedido a três dos autores que aceitarem o convite para participar da Coletânea Haicais em Setembro, vol.2. Os três primeiros colocados receberão um troféu e certificado de participação, sendo um prêmio para autor residente Blumenau, outro para Santa Catarina e um terceiro para o selecionado entre participantes do Brasil e exterior. Os jurados não tomarão conhecimento dos nomes dos autores durante o processo de seleção. Membros da organização, Conselho Editorial e corpo de jurados, nâo farão jus à premiação, caso participem da Coletânea.

A seleção dos três melhores haicais será feita por profissionais ligados à Literatura em Língua Portuguesa (doutores, professores e poetas conhecedores do haicai) dentro dos seguintes critérios:

· Haicai tradicional com 17 sílabas.
· Kigô: termos referentes à Primavera.
· Originalidade e beleza poética.
· Uso do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Nota:

· Se as inscrições ocorrerem dentro do prazo e atingirem o número ideal de co-participantes, a Coletânea Haicais em Setembro, vol.2, poderá ser editada em São Paulo, para lançamento na Bienal do Livro, no mês de agosto de 2010.

· Lançamento em Santa Catarina ocorrerá em Setembro, em homenagem aos 160 anos de Fundação de Blumenau (dia 2) e ao Dia da Árvore (21), com colocação de placas de identificação nos três pés de Ipê, plantados em frente ao Mausoléu Dr. Blumenau, no Centro Histórico.

REGULAMENTO

· As inscrições serão feitas até 30 de Maio de 2010, através dos correios eletrônicos manczak@terra.com.br ou terezinhamanczak@yahoo.com.br

· Os haicais deverão ser enviados em português, arquivo Word, fonte Arial 12.

· A Coletânea será editada em regime de cooperativa, como as demais
edições do Projeto Palavras Azuis.

· O custo de co-participação será de R$240,00 por autor, com direito a seis páginas, sendo (5) cinco páginas para publicação (um haicai por página) e uma página de abertura, com identificação do autor.

· A edição terá no mínimo um total de 20 participantes.

· Cada autor terá direito a 20 exemplares do livro.

· O formato do livro será de 10X15. Miolo em Papel Off Set 75g e capa em Papel Triplex Supremo 250g.

Dados para inscrição

Nome do autor, RG, CPF, e-mail, endereço completo e telefone, E – mail e/ou site

Informações para depósito

Banco do Brasil Ag. 5203 -5
C/C 296.137-7 (favor enviar comprovante de depósito)

Formas de pagamento

À vista ou em até três parcelas de R$80,00 (maio, junho e julho), através de depósito bancário ou cheques nominais. No caso dos cheques pré-datados, favor solicitar endereço para remessa.

Organização:

Terezinha Manczak – Editora do Projeto Palavras Azuis, Coleção Prosa & Verso.
Fones: (47) 33371867 Cel.(47) 84024233
blog http://www.terezinha-manczak.blogspot.com/ site http://www.seblumenau.org/

Deixe um comentário

Arquivado em Concursos