Arquivo da categoria: Uberaba

Cacaso (Há Uma Gota de Sangue no Cartão Postal)

eu sou manhoso eu sou brasileiro
finjo que vou mas não vou minha janela é
a moldura do luar do sertão
a verde mata nos olhos verdes da mulata

sou brasileiro e manhoso por isso dentro
da noite e de meu quarto fico cismando na beira
de um rio
na imensa solidão de latidos e araras
lívido
de medo e de amor
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Minas Gerais, Poesias, Uberaba